Governo investe mais de R$ 12 milhões em obras de infraestrutura e turismo

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A região de Barra do Garças recebe importantes investimentos do Governo do Estado para fortalecer o potencial turístico, firmar o município como segmento econômico de destaque e dar melhores condições à população, totalizando R$ 12.334 milhões em obras em andamento e outras já entregues.

Um exemplo são os projetos do Programa de Desenvolvimento Sustentável de Turismo de Mato Grosso (Prodestur), coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Um deles é o Centro de Eventos de Barra do Garças, que está com obras em pleno andamento e a previsão é que seja entregue ainda no primeiro trimestre de 2017. O projeto está orçado em R$ 7,4 milhões.

Quando concluído, o espaço promete ser um incremento ao turismo de eventos e de negócios na região, atividade considerada como um dos segmentos que mais contribui na captação de turistas para o local. Será também um espaço de lazer e entretenimento para a população, com a realização de eventos culturais, esportivos, entre outros. O projeto desenvolvido para o Centro de Eventos contempla cinco opções de uso: auditório, salão principal e três salões. O auditório terá capacidade para acomodar até 555 pessoas sentadas.

“Este projeto era uma demanda antiga da população de Barra. A Região já tem naturalmente a vocação para o turismo e nada mais justo do que abrigar um espaço como um Centro de Eventos que permitirá fortalecer as ações para a atração de turistas e gerar mais desenvolvimento”, explica o secretário adjunto de Turismo da Sedec, Luis Carlos Nigro.

Pontal do Araguaia

Outra boa notícia para a população do entorno de Barra do Garças é a revitalização da Avenida Universitária, em Pontal do Araguaia. As obras estão em estágio final. As construções que beneficiam a Avenida Universitária de Pontal do Araguaia, deverão ser concluídas até o final deste ano. O projeto com recurso do BNDES, está custeado em R$ 2,3 milhões e integra o pacote de ações do Prodestur.

A obra de revitalização da pavimentação asfáltica e drenagem de águas pluviais é importante em função de vários fatores, tais como: orientação correta dos motoristas e pedestres; redução de acidentes de trânsito, já que a pavimentação melhora a trafegabilidade e aumenta a segurança das vias. Também serão feitos serviços de iluminação e sinalização vertical e horizontal da Avenida.

“A melhora da qualidade de vida no município através do desenvolvimento da estrutura urbana facilitará o acesso de turistas para a cidade, que juntamente com Barra do Garças, forma um importante polo turístico de Mato Grosso. Toda a região é bastante procurada para o turismo de aventura, o ecoturismo e o etnoturismo”, ressalta Nigro.

A Prefeitura de Pontal também passou por reforma, com recursos da pela Secretaria de Estado das Cidades (Secid), no valor de R$ 432 mil.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Aviação regional

Uma ação de destaque bastante aguardada pelos moradores da região é a reforma do aeroporto local, que passará a receber voos regionais da empresa aérea Azul. A reforma é resultado da parceria entre o Governo de Mato Grosso, por meio das Secretarias de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) e de Desenvolvimento Econômico (Sedec), e a Prefeitura Municipal. Foi investido aproximadamente R$ 1,5 milhão em recursos do Governo do Estado na construção da cerca operacional e na aquisição do maquinário de raio-x do aeroporto. A reforma do novo terminal do aeroporto ficou a cargo da prefeitura.

O voo Cuiabá-Barra do Garças faz parte das ações do Programa Voe MT, idealizado pela Sedec com intuito de fomentar a aviação regional, contribuindo para transformar o turismo em um dos principais pilares do desenvolvimento econômico do estado.

O Voe MT foi criado para fomentar e democratizar o transporte aéreo e diversificar as cidades a serem atendidas com voos regulares. Pelo programa as companhias aéreas podem obter redução da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para compra de querosene de aviação.

A redução é progressiva, de 20% a 84%. Atualmente, as companhias aéreas pagam uma alíquota de 25% na compra do combustível. O querosene de aviação representa mais de 40% nos custos de operação de uma empresa aérea.

Águas Quentes

Outra ação que fortaleceu o turismo na região de Barra do Garças foi a revitalização do Parque das Águas Quentes ‘Antônio Carlos do Nascimento’. O parque fica dentro do perímetro urbano do município e chega a receber 30 mil pessoas por mês, entre turistas e moradores, segundo informações da Secretaria Municipal de Turismo.

Situado em meio uma imensa área verde, o parque abriga um ambiente único, com águas termais distribuídas em piscinas, cascatas, ofurô, toboágua e o famoso Córrego da Preguiça. Os turistas que visitam o local ainda podem curtir o inusitado bar molhado (construído em meio a uma das piscinas) e um restaurante panorâmico.

As águas termais, com temperaturas que variam de 31 a 43 graus, são utilizadas ainda para fins terapêuticos, como tratamentos de fisioterapia. “O parque, inclusive, oferece um programa voltado aos idosos, que é um sucesso”, explica a secretária de Turismo de Barra do Garças, Mônica Porto.

O projeto de revitalização do local, custeado pela Secid no valor de R$ 702 mil, contemplou o reparo de cinco piscinas termais e a manutenção do chamado Córrego da Preguiça, que corta todo o parque e é uma das maiores atrações do lugar. Além disso, o chamado escorregador de boias (toboágua) também passou por reforma e tem à disposição dos visitantes boias coloridas, um atrativo a mais para quem frequenta o complexo.

Segundo Mônica Porto, as piscinas do parque nunca tinham sido reformadas desde a construção, em 1998 e, devido ao desgaste do tempo, apresentavam infiltrações. “As piscinas foram totalmente reformadas. Houve um trabalho hidráulico para barrar os vazamentos e elas também receberam pintura”, relatou.

Prodestur

O programa faz parte da estratégia do Estado em fomentar o turismo local, por meio de investimentos em obras na área de infraestrutura. Para que os valores voltassem a ser liberados, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec) atuou na readequação das exigências de viabilidade econômico-financeira do BNDES. Atualmente, o Prodestur tem como foco a realização de investimentos de infraestrutura e promoção turística nas regiões que formam o chamado “Corredor Turístico”, sendo elas: Pantanal, Chapada dos Guimarães, Nobres e Baixada Cuiabana, além da região do Araguaia.

Levantamento realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) mapeou 38 atrativos turísticos no polo Araguaia. Os atrativos, aliados a obras de infraestrutura e acesso, podem ajudar na transformação e fortalecimento econômico da região.

Fonte: Agoramt

By TurismoMT

NOVA ARTE TURISMOMT RGB

Anúncios

Folia pantaneira promete atrair foliões de todo o país

carnaval mt

Todo mundo sabe que o Pantanal é m dos mais bonitos e surpreendentes cenários naturais do planeta. Agora, imagina passar o carnaval nesse paraíso natural. Então, venha para Mato Grosso e caia na folia pantaneira.

Durante os dias de carnaval é possível associar o ecoturismo a tradicional animação da festa de momo, escolhendo uma das cidades mato-grossenses como destino.

No município de Cáceres, conhecida como a “Princesinha do Pantanal”, o palco da festa será a Praça de Eventos da cidade. Durante os cinco dias de carnaval, bandas regionais vão fazer a alegria dos foliões.

Já na cidade de Santo Antônio de Leverger, a tradicional folia preserva a cultura ribeirinha e pantaneira. O carnaval este ano em Leverger será na Praça Cultural onde terá apresentações de “Boi-a-serra, Siriri, Cururu” e tradições folclóricas como “Mãe D’água, Pé de Garrafa, Negrinho D’água, Mãe do Morro, Boitatá, Ema, Cavalo”, que fazem parte do carnaval que mistura tradição e modernidade. As apresentações começam na sexta de carnaval e seguem até terça-feira e terão início às 18h.

Cerca de 20 blocos se apresentam durante o dia nas ruas da cidade, num total de cerca de 500 componentes, acompanhados de bandas de percussão com instrumentos típicos como o “mocho”, o que acaba atraindo turistas, curiosos e moradores. À noite saem os três blocos principais da cidade “Os Garanhões da Madrugada”, “Seu….que Brilha”, e “Pêlo meu Saco.”

O Carnaval de Santo Antônio de Leverger reúne a cada ano milhares de foliões graças aos investimentos em infraestrutura e principalmente segurança.

Outra novidade deste ano será um trio-elétrico, com atrações nacionais, que vai desfilar pelo circuito principal do carnaval entre a Avenida Santo Antônio e a Praça das Bandeiras. Patrulha do samba é uma das atrações.

Em Cuiabá, a cidade sede da Copa do Mundo de 2014, a festa de momo será descentralizada. Em vários bairros da Capital de Mato Grosso terá carnaval de rua com a animação dos blocos carnavalescos e de bandas regionais. O carnaval popular será de 9 a 12 de fevereiro com shows ao vivo e muita diversão nos bairros CPA II, Pedra 90, Tijucal, Porto, Parque Cuiabá, Praça da Mandioca e no Distrito da Guia. As festas ocorrerão a partir das 22h. Serão disponibilizados telões nestes bairros para conferir ao vivo, a escola de samba carioca Estação Primeira de Mangueira, que este ano vai homenagear Cuiabá na Sapucaí. A escola vai desfilar na segunda-feira (11) de carnaval.

Além destas opções, o carnaval em Mato Grosso, que atrai foliões de todo o país e do mundo, acontece em todas as regiões do Estado. O ecofolia pode ser conferido em todas as regiões, entre elas no Pantanal, na Amazônia e nas praias do Araguaia.

Sedtur

 BY TURISMOMT

NOVA ARTE TURISMOMT RGB

Turismo? Pantanal e a Copa!

Afinal, tanto Cuiabá quanto Manaus não possuem destaque nacional no futebol profissional, capacidade hoteleira, expressão consumidora de mercado e nem infraestruturas urbana e turística adequadas ao porte do evento.

Agripino Bonilha Filho é ex-secretário de Turismo de Cuiabá

Agripino Bonilha Filho é ex-secretário de Turismo de Cuiabá

Ao promover a Copa do Mundo de futebol, a FIFA busca alcançar alguns objetivos, que vão desde a promoção internacional do futebol à manutenção de um alto nível de recursos financeiros da própria entidade. Para se ter uma ideia, a receita obtida pela FIFA nas Copas da África e da Alemanha aproximou-se de US$ 4.6 bilhões de dólares.

Com essas preocupações, a escolha das sedes da Copa do Mundo sempre obedeceu algumasexigências, como o alto grau técnico e profissional das atividades futebolísticas, a expressão consumidora da sociedade para satisfazer os interesses dos patrocinadores, a menor distância entre as sedes para garantir a logística de economia e conforto dos torcedores, o aeroporto, a capacidade hoteleira, a segurança, a saúde, e a infraestrutura urbana e turística.

No Brasil, a ampliação de dez para doze sedes provocou o interesse de mais cidades, dentre elas Cuiabá e Manaus. Mas é necessário reconhecer que as candidaturas das cidades mencionadas não contemplavam nenhuma das exigências básicas da FIFA. Afinal, tanto Cuiabá quanto Manaus não possuem destaque nacional no futebol profissional, capacidade hoteleira, expressão consumidora de mercado e nem infraestruturas urbana e turística adequadas ao porte do evento. Sem contar, a enorme distância das demais cidades-sede. Já as outras duas candidaturas, Goiânia e Florianópolis, respondiam com eficiência às exigências da FIFA.

Um argumento, gerado em Cuiabá, falava da possibilidade do Brasil mostrar ao mundo as belezas exóticas do Pantanal mato-grossense e a exuberante Amazônia. E rasgando todos os critérios básicos e formais da entidade, tal argumento, que foi abraçado pelo ex-presidente da FIFA João Havelange, convenceu POLITICAMENTE os dirigentes da FIFA.

A escolha política de Cuiabá como cidade-sede trouxe, então, como exigência aos governantes de Mato Grosso, o desafio de suprir as deficiências de infraestrutura, principalmente na área turística, pela responsabilidade de expor o Pantanal ao mundo. Cada partida de futebol de uma Copa do Mundo da FIFA™ gera, por exemplo, 400 horas de transmissão, 70% de futebol e 30% divulgando as atrações turísticas e econômicas de cada sede. A divulgação da Copa alcança 214 países em todos os continentes, 73 mil horas de televisão e audiência de 26.29 bilhões de telespectadores.

Na pesquisa de Diagnóstico de Produtos e Serviços, realizada pela Universidade Federal de Mato Grosso, a análise do fluxo de turistas durante 14 dias entre os quatro jogos em Cuiabá mostrou as seguintes tendências: dependendo das seleções programadas, o menor fluxo de turistas estrangeiros será de 44.900, fluxo médio de 59.000, e o fluxo máximo de 78.000. O estudo apresenta ainda como informação de extrema relevância, o fato de que cada visitante permanecerá em média somente quatro dias em nosso Estado.

A partir da Copa das Confederações, será intensificada a vinda de jornalistas ao Estado com coberturas focadas na grande atração que foi proposta: o Pantanal e as alternativas mais próximas e viáveis, que são Chapada dos Guimarães e provavelmente Nobres. Qualquer outra curiosidade turística vai esbarrar no tempo exíguo de permanência dos visitantes.

A política de turismo do Governo de Mato Grosso deve, portanto, priorizar a Copa do Mundo de Futebol, cujo êxito e ou fracasso vai refletir em todo o Estado. Não se trata de abandonar o restante do Estado no quesito investimento a curto prazo no turismo, mas sim pensar na imagem que vamos passar para o mundo por meio da imprensa e de milhares de visitantes que possivelmente nunca ouviram falar de Pantanal. É graças à Copa do Mundo da FIFA™ que poderemos expor a exuberância de nossas naturezas e apresentá-las como roteiro turístico mundial, e transformá-las em expressão da nossa economia.

As gigantescas obras de mobilidade urbana que estão sendo realizadas em Cuiabá pelo Governo do Estado já gratificam e justificam parcialmente o sonho realizado de conquistar um lugar ambicionado na Copa. Entretanto, conquistamos esse lugar na justificativa de desenvolver o turismo pantaneiro, sem o qual a totalidade do desafio fica sem resposta.

Vamos aproveitar essa oportunidade, fazer valer o nosso espaço em escala global e num futuro próximo incluir o turismo como atividade econômica sustentável e geradora de riquezas e de trabalho.

Agripino Bonilha Filho é ex-secretário de Turismo de Cuiabá

http://reportermt.com.br

BY TURISMOMT

NOVA ARTE TURISMOMT RGB

Dia Mundial do Turismo e comemorado com painel ‘Cuiabá e a Copa 2014’

Secretária de Desenvolvimento do Turismo, Teté Bezerra

A secretária de Desenvolvimento do Turismo, Teté Bezerra, participou nesta quinta-feira como palestrante do painel ‘Cuiabá e a Copa 2014’, em comemoração ao Dia Mundial do Turismo, promovido pelo Comitê Empresarial do Turismo Pró-Copa, no auditório da TV Gazeta.

Durante sua explanação a secretária abordou os investimentos do governo do Estado e do Bando Nacional do Desenvolvimento – BNDES que irá beneficiar várias obras em 20 municípios de Mato Grosso.

“Estamos há um ano e meio buscando recursos para viabilizar obras importantes para o Estado. Destaco a Salgadeira, em Chapada dos Guimarães, Nobres, municípios do Pantanal, além de Cuiabá e Várzea Grande. O governador assinou o contrato no inicio do mês, agora é encaminhar os projetos com os devidos critérios e aguardar os recursos”, comenta.

Quem também fez parte da mesa foi o secretário da Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo, Secopa, Mauricio Guimarães que abordou o andamento das obras que estão sendo executadas. “Dividimos nosso trabalho em três eixos: a travessia urbana, obras de desbloqueio e modal de transporte, além do estádio. Sabemos das nossas responsabilidades e que estamos correndo contra o tempo. A missão é dar possibilidade que o evento Copa ocorra. Não há duvida que tudo estará pronto para o grande evento”, frisou Mauricio.

A professora e turismóloga, Rejane Pasquali abordou o tema ‘Recursos Humanos e a Capacitação – Copa 2014. Ela ressaltou a preocupação com a capacitação da mão de obra do segmento. Ela destaca que são cinco cursos de turismo na Grande Cuiabá e que mesmo assim ainda faltam profissionais capacitados para o mercado. “As parcerias entre iniciativa privada e as entidades públicas são fundamentais. As pessoas precisam estar capacitadas o que irá refletir no público final, os turistas satisfeitos com o que temos de melhor: nossas belezas naturais e novo povo caloroso”, completa ela.

Durante o evento foi entregue aos dois secretários de Estado, o projeto ‘500 Dias para a Copa’ – um resumo das principais obras que o trade turístico acredita serem necessárias para o sucesso da Copa e seu legado.

SEDTUR

BY TURISMOMT

Dicas Para Passeios Ecológicos No Brasil

 

Foto: Divulgação

O Brasil é um país reconhecido por suas paisagens paradisíacas, onde as pessoas podem interagir com a fauna e flora no território de cada uma das cinco regiões. A natureza brasileira representa um dos principais atrativos para os turistas estrangeiros, afinal, ela possui traços endêmicos.

Muitas operadoras de turismo elaboram pacotes de viagens  nacionais valorizando as belezas naturais do Brasil. O ecoturismo é ideal para os mochileiros de plantão, que apreciam o contato com a vida selvagem e desejam conhecer lugares belíssimos. Praias, cachoeiras, florestas, trilhas e reservas são alguns dos principais atrativos do roteiro ecológico do Brasil.

A seguir estão algumas dicas para passeios ecológicos no Brasil, separadas de acordo com a região. Confira:

Região Norte: Nesse território o turista encontra paisagens maravilhosas e nativas do Brasil. A floresta amazônica é o ícone da região para os aventureiros, ideal para expedições que exploram a biodiversidade local. No Pará é possível encontrar belíssimas praias que exaltam um clima tropical muito acolhedor.

Região Nordeste: grande parte da beleza natural brasileira está localizada nesse território, prova disso é o fato da região ser a mais procurada pelos turistas brasileiros e estrangeiros. Enquanto no Maranhão as pessoas podem contemplar a linda paisagem dos lençóis maranhenses, em Fernando de Noronha elas descobrem a beleza única de um mar com águas cristalinas. As praias de Salvador, Fortaleza, Natal, Porto Seguro e João Pessoa também são consideradas atrativos do Nordeste.

Região Centro-Oeste: O roteiro exibe o Pantanal como o principal ponto de ecoturismo. As pessoas visitam a floresta para entrar em contato com os animais, pescar e apreciar a natureza num geral. As cavernas de Bonito também são perfeitas para expedições e aparecem como um dos lugares mais belos do país.

Região Sudeste: os trechos de Mata Atlântica que sobraram no território contribuem com os roteiros ecológicos nos estados. Os turistas podem caminhar por trilhas, nadar em cachoeiras e até praticar esportes radicais. O litoral do Rio de Janeiro e São Paulo existem praias maravilhosas para atividades de mergulho.

Região Sul: as Cataratas do Iguaçu no Paraná atraem turistas de todas as partes do mundo, sendo um dos pontos turísticos mais apreciados da região. Os pampas gaúchos e as praias no litoral de Santa Catarina também fazem a alegria dos mochileiros.

Depois dessas sugestões, elabore o roteiro com passeios ecológicos nacionais e aproveite a natureza do Brasil.

http://www.mundodastribos.com/

BY TURISMOMT

 

 

 

 

Consultores atestam o potencial turístico de Cáceres

Há alguns meses, a Prefeitura de Cáceres, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Turismo (Sematur), juntamente com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Turismo (Sedtur), outras prefeituras de Mato Grosso e os estados do Acre e Rondônia, trabalham na formatação e implantação da Rota Turística Internacional “Pantanal, Amazônia, Andes e Pacífico”.

Nesta semana os trabalhos tiveram continuidade a partir de uma reunião realizada na quinta-feira, 19, para apresentar o plano de trabalho, a definição dos territórios envolvidos e a indicação dos representantes dos Estados no Comitê Gestor da Rota Turística.

Após a reunião, os membros do Comitê, acompanhados do consultor do Programa (Sebrae) Yuri Lobo e do representante da Sedtur, André Ribeiro estiveram em Cáceres para fazer um levantamento do potencial atrativo do município.

Houve ainda uma reunião com a “Trade Turismo” com o objetivo de validar o roteiro turístico de Cáceres que será incorporado à Rota Turística.

De acordo com a secretária de Estado de Desenvolvimento do Turismo, Teté Bezerra, o primeiro passo desta ação foi firmar o Termo de Cooperação Técnica entre os envolvidos para a construção do Programa de Regionalização do Turismo.

Este programa inclui o mapeamento dos municípios participantes, onde ficam demonstradas as diversidades de cada um, e definidas as estratégias integradas para inserção de produtos diferenciados ao mercado nacional e internacional de turismo.

“Para vendermos os três estados numa única rota, é preciso formatar os produtos turísticos já consolidados. Nosso objetivo é consolidar um produto rentável e comercialmente viável com foco na roteirização turística integrada e na segmentação”, disse a secretária.

O prefeito Túlio Fontes destaca que esta iniciativa é de extrema importância para Cáceres e que, há muito tempo a Prefeitura vem trabalhando para consolidar o turismo no município e para apresentar novas alternativas ao potencial existente no município.

O consultor do Sebrae, Yuri Lobo, define que o objetivo do trabalho “in loco” é o alinhamento estratégico e a definição de quesitos importantes para o andamento dos trabalhos previstos. “Durante dez dias vamos conhecer o que Mato Grosso tem para vender e associar à pesquisa”, completa.

Além das prefeituras e dos Governos de Estado, esta iniciativa também é desenvolvida em parceria com as unidades do Sebrae, a empresa Trip Linhas Áereas.

O técnico da Secretaria de Meio Ambiente e Turismo (Sematur), Claudionor Duarte Correa, representou o município na reunião em Cuiabá e acompanhou visita dos consultores em Cáceres. Ele também representará a cidade no comitê gestor que vai trabalhar na consolidação da projeto.

http://www.olhardireto.com.br/

BY TURISMOMT

Mato Grosso aproveita potencial turístico de municípios vizinhos à capital para crescer

Secretária de Estado de Desenvolvimento do Turismo (Sedtur), Teté Bezerra Foto: Divulgação

A secretária de Estado de Desenvolvimento do Turismo (Sedtur), Teté Bezerra se reuniu com o  secretário nacional de Políticas de Turismo do Ministério do Turismo, Paulo André para apresentar os investimentos que estão sendo feitos pelo estado na preparação para a Copa do Mundo da FIFA 2014 e no turismo. Cuiabá receberá quatro jogos da competição, na Arena Pantanal.

De acordo com Teté Bezerra, os recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social(BNDES) têm possibilitado ao estado investir em infraestrutura turística, principalmente estradas e rodovias, na capital e municípios próximos. Ela afirma que somente no Pantanal serão investidos cerca de R$ 75 milhões, para melhorias de acessibilidade, recuperação da Transpantaneira e de atrativos turísticos.

“O turismo vem crescendo em importância na economia do Mato Grosso. Somos privilegiados, possuímos três ecossistemas, o Pantanal, o Cerrado e a Floresta Amazônica. O trabalho está sendo bem feito e a parceria com o Ministério do Turismo é fundamental nesse crescimento”, diz.

A secretária destaca que o bairro São Gonçalo Beira-Rio, o distrito do Coxipó, os municípios de Nobres, Chapada dos Guimarães, Rosário Oeste, Jaciara são alguns dos locais que serão beneficiados com os investimentos. “Entre Nobres e Rosário será construída uma estrada que terá grande importância para o turismo. No trajeto, há 57 pontos com potencial para receber visitantes, lagos, cachoeiras, grutas. Estamos no processo de regularização fundiária e licença ambiental para assim colocar Nobres de fato no roteiro internacional do turismo”.

A intenção do Governo do Estado, por meio da Sedtur, é investir mais de R$ 250 milhões na infraestrutura turística em diversos municípios.

O representante do Ministério do Turismo disse que a pasta estará presente nas principais ações desenvolvidas pelo Mato Grosso para o desenvolvimento turístico rumo à Copa 2014. “O estado do Mato Grosso tem muitos atrativos turísticos para serem divulgados para o público da Copa do Mundo ”, afirmou Paulo André.

http://www.sedtur.mt.gov.br

BY TURISMOMT

Rua D.Pedro II , Centro – Fone: 66 3421-2231 – 66 8137-9957

%d blogueiros gostam disto: