Brasil, um país feito de emoções!

Com território continental repleto de belezas naturais, o Brasil é hoje um dos grandes polos internacionais de atividades turísticas de aventura por terra, água e ar

fundoheader

De norte a sul do Brasil, montanhas, florestas, rios e savanas formam cenários perfeitos para aventureiros de todos os perfis. Não por acaso, o país é líder internacional em certificação para turismo de aventura, no âmbito das normas da Organização Internacional para Normalização (ISO), o que significa mais segurança para quem busca atividades que conjuguem turismo, emoção e experiências de superação.

Pessoas com deficiência podem praticar diversas atividades de aventura adaptadas em Socorro (SP), cidade que é destino referência no Brasil em Turismo de Aventura Acessível. Além do título nacional, o município também tem no currículo algumas conquistas internacionais – entre elas, o Prêmio Rainha Sofia de Acessibilidade, outorgado pelo Conselho Real para Deficiência do governo espanhol; e Melhor Projeto para Pessoas com Deficiência e Prática de Turismo Responsável, reconhecimento do World Travel Market (WTM) a hotéis-fazenda locais.

REGIÃO SUL

Entre as principais atrações está a prática de rafting no cânion do Rio Lapó, localizado no Parque Estadual do Guartelá, em Tibagi (PR). Com descidas por quedas e corredeiras, o bote acompanha os paredões do cânion em uma aventura que pode durar mais de quatro horas na água. Outras opções de rafting na região podem ser encontradas em Três Coroas, na Serra Gaúcha, e no rio Itajaí-Açu, em Santa Catarina, considerados entre os melhores locais do país para esse tipo de atividade.

REGIÃO SUDESTE

As atividades para aventureiros têm parada obrigatória nas águas cristalinas de rica vida marinha e em mais de 30 naufrágios em Arraial do Cabo (RJ). Entre os principais pontos de mergulho da cidade estão a Gruta Azul e a Ilha dos Franceses. Nesses locais, mergulhadores podem contemplar as grandes rochas no fundo do mar, naufrágios e um salão de 30 metros de extensão e 15 de altura, que impressiona pelos efeitos de luzes que se formam. Perto da Gruta Azul, está o Buraco da Camarinha, com uma fenda de até 30 metros que dá passagem para mar aberto.

Outro destino popular na região é o município de Brotas, no interior de São Paulo, onde a infraestrutura propicia atividades de diversas modalidades. O rafting, oferecido também em noites de lua cheia, pode ser praticado no rio Jacaré-Pepira; o canyoning e o rapel ganham cenários perfeitos em cachoeiras como a Cassorova, Andorinha e Figueiras. O município oferece ainda tirolesa, boia-cross e arvorismo.

REGIÃO CENTRO-OESTE

Ótima opção para os adeptos do turismo de aventura é o roteiro Eco Parque Tour, que percorre os municípios de Alcinópolis, Costa Rica e Coxim, no Mato Grosso do Sul. O passeio permite ao visitante conhecer seis unidades de conservação que percorrem dois biomas: o Cerrado e o Pantanal. O circuito de atrativos inclui trilhas a pé ou de bicicleta no Parque Nacional das Emas – maior área preservada do cerrado brasileiro, com tamanho equivalente a 131 mil campos de futebol. No parque também há geografia e águas ideais para a prática da canoagem.

Em Costa Rica (MS), o Parque Natural Municipal Salto do Sucuriú oferece opções de aventura como rapel, rafting e circuitos de tirolesa. Uma delas tem queda de 70 metros que termina em um banho de piscina (Tirolesa da Libélula), mas as maiores têm 230 metros (Tirolesa do Tucano) e 400 metros (Tirolesa da Andorinha) de pura emoção com vista ímpar do Salto Majestoso do Rio Sucuriú. O roteiro inclui, ainda, trilhas por Alcinópolis, cidade que concentra mais de 30 sítios arqueológicos de arte rupestre.

A Chapada dos Veadeiros é referência em turismo de aventura para brasileiros e estrangeiros, devido à presença de grandes cachoeiras e cânions profundos com águas de diferentes tonalidades. Alto Paraíso (GO) é o portão de entrada da Chapada e a principal infraestrutura urbana da microrregião. Ali pertinho, também está o povoado de São Jorge, vila com cerca de 700 moradores que fica bem próxima ao Vale da Lua e ao Parque Nacional da Chapada. A 90 km de Alto Paraíso está Cavalcante (GO), a terra dos Kalunga, descendentes de negros escravizados que fugiram das minas e fazendas da região e passaram a viver em comunidades isoladas, sem contato com o mundo exterior até recentemente.

REGIÃO NORDESTE

O turismo de aventura na região tem vez em Fortaleza (CE), que oferece mergulhos organizados no Parque Estadual Marinho da Pedra da Risca do Meio. Agências locais oferecem saídas para mergulhadores credenciados e iniciantes em um passeio que permite apreciar a biodiversidade marinha do ecossistema do parque. As águas apresentam visibilidade caribenha de até 30 metros, de acordo com a Superintendência Estadual do Meio Ambiente do Governo do Ceará.

REGIÃO NORTE

Os visitantes encontram terreno favorável à prática das atividades de aventura no município de Presidente Figueiredo (AM), localizado a pouco mais de 100 km de Manaus. Na cidade, também chamada de “Terra das Cachoeiras”, o rio Urubuí oferece trechos propícios à prática do rafting. O acesso, para quem vem de Manaus, é pela BR-174.

003 004 005 006 007 008 002 001

#PARTIUAVENTURA

Fonte: http://www.turismobrasil.gov.br/

By TurismoMT

NOVA ARTE TURISMOMT RGB

Anúncios

Turismo se aquece com o início da temporada de cruzeiros

Roteiros exploram mais de 200 destinos pelo país. Serão dez navios saindo de Santos (SP) e do Rio de Janeiro

Aerial Rhapsody of the Seas Rhapsody of the Seas - Royal Caribbean International

Aerial Rhapsody of the Seas
Rhapsody of the Seas – Royal Caribbean International

Com a chegada do verão, começa também a temporada de cruzeiros. São várias as opções de pacotes para embarcar em grandes navios que chegam a visitar mais de 200 destinos pelo país – dos mini-cruzeiros, com até quatro dias de duração, aos roteiros mais longos e com mais paradas.

De acordo com uma grande agência de turismo brasileira que comercializa pacotes de cruzeiros, a temporada que começa em novembro e se estende até maio de 2016, promete ser boa. Serão dez navios saindo de Santos (SP) e do Rio de Janeiro com destino ao litoral.

Para atrair mais passageiros, a empresa congelou o preço do dólar a menos de três reais. A condição também se estendeu aos pacotes de bebidas, excursões e serviços de spa, adquiridos antecipadamente. “Com essa estratégia, esperamos a ocupação total em nossos navios”, disse o porta-voz da agência.

O presidente da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos, Marco Ferraz, revela algumas das vantagens de viajar a bordo de um navio: “Não precisa desfazer mala a cada cidade que se passa e tem-se uma visão diferente dos destinos turísticos”, afirmou.

A viagem de cruzeiro é uma oportunidade que o brasileiro tem de conhecer melhor o litoral de seu país, segundo o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves. “Vejo muitas pessoas fazendo viagens de navio pelo Caribe, pelas ilhas gregas, mas temos aqui um potencial enorme para explorar em nossa costa. Somos o país número um do mundo em recursos naturais”.

Grande parte das atividades turísticas no Brasil são realizadas nas proximidades de espelhos d’água, como praias, lagos, rios e estâncias hidrominerais. São cerca de oito mil quilômetros de litoral e cerca de 35 mil km de vias internas navegáveis no Brasil.

O Ministério do Turismo já investiu mais de R$ 570 milhões na estruturação e requalificação de atrativos e complexos de turismo e lazer que dão vida às orlas marítimas, fluviais e lacustres do País.

http://www.turismo.gov.br/

BY TURISMOMT

NOVA ARTE TURISMOMT RGB

Brasil é eleito melhor destino turístico entre países emergentes

BRASIL_TURISMO

Foto Ilustrativa

Ranking elaborado pelo site Skyscanner recomenda atrações como a Floresta Amazônica, as igrejas de Ouro Preto (MG) e o Museu Imperial, em Petrópolis (RJ)

MuseuImperial_Dia

Foto Ilustrativa

O Brasil ficou em primeiro lugar em uma lista dos melhores destinos emergentes do mundo para conhecer em 2015, elaborado pelo site Skyscanner. A lista levou em consideração apenas locais que ainda “não estão na moda”, mas que têm grande potencial de se tornar ícones do turismo mundial no ano que vem. Segundo os avaliadores, a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos de 2016 estão ajudando a fazer do país um dos lugares mais interessantes em 2015, a frente de destinos como Nicarágua, Coreia do Sul, Taiwan e Grécia.

floresta_amazonica

Foto Ilustrativa: Floresta Amazônica

“Com novos aeroportos e novas estradas, explorar o Brasil nunca foi tão fácil”, anunciou o site Skyscanner, ao divulgar a lista. As opções no país, de acordo com o portal, vão desde roteiros pelas favelas do Rio de Janeiro a viagens pela Amazônia. Além disso, o site destaca as ofertas de hotéis de alto padrão construídos para os jogos de 2016. “O Brasil é famoso pelo futebol e pelo Carnaval, mas tem muito mais a oferecer”, disseram os organizadores do ranking, que também montou uma lista com as 10 melhores coisas a se fazer no país.

cidade-de-Ouro-Preto-Minas-Gerais

Foto Ilustrativa (Igrejas Ouro Preto -MG)

A lista inclui, nas três primeiras posições, passeios para conhecer a Floresta Amazônica, as igrejas de Ouro Preto (MG) e o patrimônio histórico de Petrópolis (RJ), definida pelo site como “Cidade Imperial”. A culinária brasileira também marca presença na lista, com recomendações para o açaí de Belém (PA) e peixes típicos dos rios de Manaus (AM).

petropolis

Foto Ilustrativa: Patrimônio Palácio de Cristal – Petrópolis – RJ – Brasil

Dados do Ministério do Turismo mostram que 47% dos estrangeiros que visitam o Brasil, o fazem em busca de lazer. Desses, 64,2% procuram atrações de sol e praia e 21,3% praticam o ecoturismo ou turismo de aventura. O gasto médio desses estrangeiros é de US$ 73 por pessoa. Em 2014, devido à Copa do Mundo, a expectativa do MTur é a de que os turistas estrangeiros trarão mais de US$ 6,7 bilhões ao país, volume recorde para a série histórica do Banco Central, que tem início em 1947.

Ouça aqui comentário em que José Francisco Lopes, diretor de Estudos do MTur, comenta o gasto de estrangeiros no país e destaca benefícios da exposição do Brasil com a Copa.

Ministério do Turismo

BY TURISMOMT

cropped-nova-logo5.jpg

Europa tenta atrair turistas brasileiros

O Portão de Brandenburgo é um dos principais pontos turísticos do centro de Berlim S. Borisov / Shutterstock

Dados da ONU mostram aumento dos gastos de brasileiros no exterior

O cenário de crise na União Europeia e o aumento do turismo brasileiro no exterior estão fazendo com que novos destinos busquem atrair mais viajantes do Brasil, que têm fama de gastadores. Dados da Organização Mundial do Turismo, da ONU (Organização das Nações Unidas), mostram que os turistas brasileiros aumentaram em cerca de 30% seus gastos no exterior entre 2010 e 2011, de US$ 16,4 bilhões para US$ 21,2 bilhões. Com isso, o país passou do 18º para o 11º lugar no ranking dos que mais gastam em viagens internacionais.

A República Tcheca descobriu o valor dos turistas brasileiros em 2006, quando eles foram à Copa do Mundo da Alemanha e passaram por Praga. No ano seguinte, o país do Leste Europeu abriu um escritório turístico latino-americano para promover campanhas de marketing que atraíssem os viajantes da região.

“De lá para cá, os resultados foram crescentes em todos os anos”, disse à BBC Brasil Luiz Fernando Destro, representante em São Paulo do escritório turístico da República Tcheca. “O país recebeu 43 mil turistas brasileiros em 2011, contra 11 mil em 2007.”

O mais interessante para os tchecos, porém, não é o número de turistas, e sim o quanto eles gastam. “Os turistas brasileiros representam apenas 0,5% do total que visita a República Tcheca, mas seu gasto per capita diário é o terceiro maior no país, só perdendo para o dos turistas da Rússia e do Japão”, disse Destro.

“Percebeu-se que é um turista que dá lucro. Afinal, se você vai viajar 11 horas, vai querer ficar vários dias no país, vai querer um bom hotel, fazer compras e ver bons espetáculos.”

A Dinamarca e a Hungria são outros países que, mesmo sem voos diretos, despertaram recentemente para a importância do turista brasileiro. Nos dois últimos anos, os escritórios turísticos dinamarqueses e húngaros deram início a campanhas de marketing no Brasil, com foco em feiras setoriais e agentes de viagens.

Entre março de 2011 e de 2012, 33 mil brasileiros visitaram a Dinamarca (por via aérea e em cruzeiros), um crescimento de 30% em relação ao mesmo período anterior, informou Nikolas Mortensen, do escritório de turismo do governo dinamarquês

www.band.com.br/

BY TURISMOMT

Veja 15 praias secretas pelo mundo; Brasil está na lista

Conheça as 15 melhores praias secretas do mundo Foto: Getty Images

Mesmo para quem ama praia, às vezes, uma ida até o mar pode sair caro: orla lotada, água igualmente cheia, muito barulho e pouca tranqüilidade. Mas a boa notícia é que ainda existem alguns lugares especiais que permanecem secretos para a maior parte dos turistas. A revista Travel + Leisure listou as 15 praias mais tranquilas e discretas ao redor do mundo. Confira:

Todos Santos, Baja Califórnia Sur, México

Todos Santos, Baja Califórnia Sur, México
A colônia de artistas chamada Todos Santos é mais fresca do que as praias de Cabo San Lucas, a uma hora em direção ao sul. A brisa que sopra do Pacífico cria não apenas um ambiente menos quente, mas também ondas que são o sonho dos surfistas. Charmoso, o vilarejo é sede de várias galerias de arte e cafés, além de possuir uma rede hoteleira farta. Um dos destaques é o hotel Rancho Pescadero, com diárias a partir de US$ 200.

Puako, Big Island, Hawaí

Puako, Big Island, Hawaí
Escondida entre o Aeroporto Kona e os resorts da costa Kohala, a praia de Puako é uma área residencial com apenas uma estrada principal, uma mercearia e várias casas para alugar a preços justos, a partir de US$ 150 por dia. É o caso da Hale Papa Iki, do site Let’s Go Hawaii. Banhistas, surfistas e esportistas ainda podem ver as tartarugas na praia, protegidas pelos ambientalistas da região.

Ibo Island, Moçambique


Ibo Island, Moçambique
As 32 ilhas do arquipélago de Quirimbas possuem água turquesa cristalina e uma incrível diversidade de fauna e flora. As águas calmas, aliás, são excelentes para a prática de mergulho com snorkel. Entre todas, a ilha Ibo é a mais acessível, cheia de construções históricas remontando o passado de influência árabe, indiana e portuguesa. Um dos destaques da rede hoteleira é o Ibo Island Lodge, com diárias a partir de US$ 730.

Phu Quoc Island, Vietnã


Phu Quoc Island, Vietnã
A maior ilha do Golfo da Tailândia, Phu Quoc é mais perto do Cambódia do que do Vietnã. Por isso, a força militar é presença certa neste destino de cerca de 100 mil residentes, ainda fora do radar dos turistas. Pequenas e luxuosas vilas se avizinham à beira da praia; a mais famosa delas, chamada de Long Beach, é a que tem também a maior concentração de cafés e restaurantes.

Salema, Portugal

Salema, Portugal
Localizada a três horas ao sul de Lisboa, Salema é uma pequena vila de pescadores conhecida por suas praias tranquilas cercadas por dois penhascos. Discreta, possui apenas uma rua principal, uma dúzia de restaurantes e cafés e um mercado aberto para quem aprecia alimentos frescos. Rústica, possui quartos mais baratos e sem luxos, principalmente em pequenas pensões.

Bethany Beach, Delaware, Estados Unidos

Bethany Beach, Delaware, Estados Unidos
Uma das praias favoritas das famílias americanas, a Bethany Beach oferece uma extensa faixa de litoral com opções para quem gosta de nadar, velejar ou pescar. Fuja dos hotéis; a melhor opção aqui é alugar uma casa ou um quarto em pequenos hotéis apenas para adultos.

Palm Beach, Barbuda, Caribe

Palm Beach, Barbuda, Caribe
Considerada uma das praias mais românticas do mundo, Barbuda é, acima de tudo, uma praia para quem busca tranqüilidade. Enquanto Antígua, sua ilha irmã, é cheia de turistas, Barbuda tem praias silenciosas com areias rosas, um santuário de pássaros e alguns poucos resorts que preservam esse ambiente de paz e privacidade.

Cirali Beach, Turquia

Cirali Beach, Turquia
A ameaçada tartaruga cabeçuda que vive na costa de Cirali ajudou a cidade a manter-se na rota dos amantes da natureza. Situada na porção mediterrânea da Turquia, entre uma área de preservação e as ruínas históricas, Cirali é conhecida por sua beleza natural e pelas delícias feitas em restaurantes de família. Os arredores possuem também uma cachoeira, uma vila hippie e um parque nacional.

Koh Lanta, Tailândia

Koh Lanta, Tailândia
Longe das hordas de turistas que visitam Phuket e Phi Phi, Koh Lanta fica a uma hora de van ou barco do aeroporto Krabi. A ilha oferece vários locais para se apreciar o pôr-do-sol no mar Adaman, conhecido por ser sempre quente. Tranquila, a praia é uma vila de pescadores que vivem em casas simples. Quanto mais ao sul seguir, mais deserta a paisagem fica.

Gand Haven, Michigan, Estados Unidos

Gand Haven, Michigan, Estados Unidos
Dois faróis do século 19 iluminam a costa desta cidade, que possui suas praias banhadas pelo Lago Michigan. Barqueiros e pescadores surgem aqui e ali na região, que possui areias fofas e espaço de sobra para curtir a paisagem. Mas o melhor é aproveitar os restaurantes, que abrem suas portas e tornam a cidade mais viva ao cair da noite.

Lord Howe Island, Austrália

Lord Howe Island, Austrália
Escondida na região de Sidney, esta pequena ilha, onde turistas são poucos, ruas iluminadas são raras e a maior parte das pessoas se locomove de bicicleta, fica a apenas duas horas da cidade indo de avião. Diversas atividades atraem os turistas, como trilhas pelas montanhas (o terreno da ilha é feito de rocha vulcânica), mergulho livre em lagoas nos arrecifes de corais e ainda observar as tartarugas marinhas.

Pyla-sur-Mer, França

Pyla-sur-Mer, França
Ao sul da Côte d’Argent, Dune of Pyla se ergue com dunas de areia sedentas por bikers e amantes de praia. Outra razão para se conhecer o lugar é o hotel de Philippe Starck, La Co(o)rniche, com apenas 12 quartos, todos de frente para o mar. Ao anoitecer, os hóspedes se reúnem no terraço do restaurante para saborear deliciosos pratos com peixes locais ou experimentar as tapas do bar.

Cayucos, Califórnia

Cayucos, Califórnia
Com prédios do século 19, esta pequena cidade dedicada ao surfe possui diversas lojinhas com arte folk e antiguidades. Seu píer é uma atração a parte, já que segue por vários metros dentro do oceano. O lugar é também um bom ponto de partida para explorar a Costa Central, incluindo a região de Paso Robles, conhecida por sua excelente produção vinícola.

Panglao Island, Filipinas

Panglao Island, Filipinas
A uma hora de avião saindo de Manila e mais 25 minutos de carro por uma estrada do século 19: esse é o caminho até a ilha Central Visayas. Resorts discretos e isolados dividem a praia com os golfinhos, que podem ser observados por turistas em barcos. Culinária saborosa e formações rochosas incríveis fazem deste destino ideal para os amantes da natureza.

Alagoas, Brasil

Alagoas, Brasil
Única praia brasileira integrante da lista, a Barra de São Miguel, em Alagoas, foi escolhida por ser uma das poucas em nosso extenso litoral a ser tranquila. Pousadas sofisticadas e resorts se espalham pela região, que atrai turistas em busca de privacidade, obras de arte locais e boa culinária. Além, é claro, do mar em verde piscina que encanta qualquer um.

http://www.terra.com.br

BY TURISMOMT

Maranhão recebe prêmio de Melhor Destino Turístico de 2011

Maranhão foi reconhecido pelo trabalho turístico promovido, principalmente, nos Lençóis Maranhenses, na Chapada das Mesas e em São Luís

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Maranhão conquistou o título de melhor destino turístico de 2011, oferecido pelo Grupo Brasil Travel News, especializado no setor há 27 anos. A premiação aconteceu nesta quinta-feira (26), em Campinas (SP), durante cerimônia que contou com a presença de secretários estaduais de turismo, trade nacional, empresas aéreas e jornalistas. O estado foi reconhecido, principalmente, pelo trabalho turístico que vem sendo realizado nos Lençóis Maranhenses, na Chapada das Mesas e na capital São Luís, que este ano completa 400 anos de fundação. O evento aponta os avanços e inovações do setor no mercado nacional e internacional. O ministro do Turismo, Gastão Vieira, parabenizou o estado pela conquista e afirmou que ela comprova o potencial turístico maranhense. “O Maranhão está firmando seu espaço no mercado turístico mundial e nosso país merece este e outros reconhecimentos. Vamos promover nossas riquezas naturais e investir em nosso crescimento para nos firmarmos nesse mercado tão amplo”.

Com informações do Ministério do Turismo

BY TURISMOMT

Paratur leva agentes de turismo para conhecer a ilha de Mosqueiro

Portal entrada Mosqueiro

A Companhia Paraense de Turismo (Paratur) promove nesta sexta-feira, 27, a visita de quatro agencias de viagem à ilha de Mosqueiro, distante 70  quilômetros de Belém. A incursão faz parte do “Programa de Estruturação de Produtos Turísticos para o Fomento do Receptivo na Região das Ilhas de Belém – PA” que vem sendo executado pela Paratur desde o último dia 17. O objetivo é mostrar aos agentes novos produtos turísticos que atendam tanto a demanda local como a de negócios e eventos. O projeto foi desenvolvido em parceria com Coordenadoria Municipal de Turismo de Belém (Belemtur), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Associação Brasileira das Empresas de Eventos (Abeoc).

Ilha Mosqueiro

Segundo Silmara Resque, gerente de Negócios da Paratur, por meio do resgate de uma consultoria, a Companhia propõe um novo roteiro turístico para a ilha de Mosqueiro que atenda principalmente o turista de negócios e eventos que vem a Belém. Ainda segundo ela, o roteiro mostrará um pouco do perfil da história da ilha, a peculiaridade da arquitetura dos Chalés, modos de vida do habitante local, trilhas e o circuito de praias fluviais.

Ainda como parte do projeto, a Paratur vem promovendo, desde o último dia 17, ações de mobilização de representantes do turismo local, como a Associação Pró-Turismo, Conselho Comunitário de Segurança e Cidadania da Ilha de Mosqueiro (Conseg) tapioqueiros, barraqueiros, artesãos e outros segmentos. No dia 19, uma reunião marcou a apresentação das ações previstas para a região, conforme Plano Estratégico de Turismo da Paratur, aos atores locais envolvidos com o turismo. Após a reunião houve um Famtur (visita de familiarização) e ações de levantamento de demanda de qualificação, que visam garantir mais qualidade e competitividade dos produtos e serviços turísticos oferecidos. Além disso, a ilha já recebeu ações de qualificação profissional de turismo realizadas pela Paratur.

Integram o grupo de visitação representantes das agências Travel in, Vitt Turismo, Enjoy e Brasil Amazon, além de representantes da Belemtur, Sebrae-PA e Abeoc. Representantes do Sindicato das Empresas de Turismo (Sindetur) e Sindicato dos Guias de Turismo (Singtur) também participam.

Fortalecimento do turismo – A Companhia Paraense de Turismo (Paratur) segue realizando as ações de fortalecimento do turismo nos municípios paraenses. Desde a ultima segunda-feira, 23, os municípios de Bragança, Tracuateua e Curuçá recebem técnicos da Paratur para reunião com autoridades ligadas ao turismo, com o objetivo de apresentar o novo modelo de gestão municipal da atividade. A ação, que é realizada pela Diretoria de Fomento da Paratur, faz parte da execução do Plano Estratégico de Turismo “Ver-o-Pará”. Baracarena e Cametá serão os próximos municipios a receberem as ações.

Turismo em números – Segundo a presidente da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), Socorro Costa, o Governo do Estado trabalha o fortalecimento do turismo em várias vertentes. A promoção e marketing do destino nos mercados nacionais e internacionais, prioridade do Plano Estratégico de Turismo do Pará, são algumas delas. O objetivo é atrair fluxo e aumentar a permanência dos turistas no Estado e, com isso, gerar mais emprego e renda. Outro investimento é na profissionalização da oferta da mão-de-obra e de serviços. “Por meio do Programa Estadual de Qualificação Profissional do Turismo (PEQTUR) mais de 10.500 profissionais serão qualificados pela Paratur até 2015. A melhoria da qualidade e quantidade da oferta de serviços e produtos no Estado certamente vai atrair mais investidores à região, entre eles os da área da hotelaria”, diz Socorro.

A gestora da Paratur adianta que a estimativa de fluxo turístico para 2012 é de mais de 850 mil turistas, oriundos do Brasil e de outros países, a exemplo dos Estados Unidos, Portugal, França e seus departamentos ultramarinos, entre outros. Em 2011 o fluxo anual somou mais de 770 mil turistas, que deixaram no Pará 380 milhões de reais. O crescimento representará um aumento de 9,54%. O setor, segundo ela, gerou mais de 93 mil empregos.

“Nossa expectativa é de tornar o Pará cada vez mais atraente e competitivo no mercado nacional e internacional, trazendo o máximo de investidores, sejam agentes de viagens, hoteleiros, empresas de transporte, do setor de gastronomia e outros”, afirma a presidente da Paratur, que assumiu o cargo há pouco mais de um mês em substituição à Adenauer Góes, nomeado pelo governador Simão Jatene titular da Secretaria de Estado de Turismo do Pará (Setur).

http://www.agenciapara.com.br/

BY TURISMOMT

%d blogueiros gostam disto: