Edição 2016 do Cata Guavira destaca gastronima e turismo de MS

Evento ocorre em Bonito de 25 a 27 de novembro

14971415_10211446320858248_950490630_n

A edição 2016 do tradicional Cata Guavira, que valoriza a guavira na culinária sul-mato-grossense, acontece nos dias 25,26 e 27 de novembro, em Bonito, a 300 quilômetros de Campo Grande. O festival tem como objetivo divulgar, promover, valorizar e expandir a gastronomia regional, a comunidade produtora, bem como o aprimoramento de técnicas de cozinha, utilizando produtos regionais.

O evento objetiva propiciar a troca de experiências e fomentar a relação entre produtor e consumidor, fortalecendo todo o setor da gastronomia que envolve o trade turístico: a rede hoteleira, os passeios, os restaurantes e fornecedores de alimentos, conveniências, supermercados e produtores rurais.

A cidade de Bonito é reconhecida mundo afora por suas belezas naturais e pela forma sustentável do modelo de ecoturismo desenvolvido da região. Nos últimos anos, a gastronomia também tem ganhado espaço nesse universo turístico regional, aumentando a exigência da qualidade e o investimento em capacitação profissional e melhorias neste processo.

A FRUTA

A guavira também deve ser vista como elemento transformador da realidade social da população local, de modo que venha a ser utilizada cada vez mais pela gastronomia, pois além de sua polpa incrivelmente doce, sua casca e semente podem ser usadas como especiarias em doces ou salgados, o que deve ser explorado no Brasil mundo afora.

O evento pretende apresentar o conceito de gastronomia para os estudantes das escolas públicas e particulares de todo o estado, explicando a importância da profissão do cozinheiro e do chef de cozinha para a sociedade. O setor de turismo e gastronomia hoje movimentam a economia do Mato Grosso do Sul principalmente na região do Pantanal, Corumbá, Serra da Bodoquena e na cidade de Bonito.

Dessa forma, precisam ter cada vez mais qualificação na mão de obra empregada. Entendemos que através da vinda desses profissionais com o_cinas, palestras e compartilhando suas experiências, será uma oportunidade única para o despertar dessa carreira. Turistas interessados em conhecer o paraíso ecológico poderão também ter uma grande experiência gastronômica com a fruta que é símbolo da cultura local.

Em 2016 o evento apresentará palestras de gastronomia, O_cina Educação do Gosto e também outras o_cinas para crianças promovidas pelo Slow Food de Bonito e de Campo Grande.  Acontecerá uma feira popular onde os chefes apresentarão comidinhas a valores populares na Praça da Liberdade, durante as atividades do Festival da Guavira.

O Cata Guavira 2016 reúne grandes chefs, cozinheiros, produtores, empreendedores e visitantes para experimentar menus especiais e conhecer a relevância cultural e econômica da gastronomia brasileira, sul-matogrossense e latinoamericana. Serão três dias de programação que mesclarão o_cinas, palestras e degustações.

Os chefs convidados desta edição são: a paulista Mara Salles, o colombiano Dagoberto Torres, a paulista Vivi, o corumbaense Edu Rejala, o padrinho do Cata Guavira,  Paulo Machado, entre outros.

O evento torna-se uma oportunidade de reunir profissionais do setor, ótimo momento para apresentação de produtos e serviços. É também excelente oportunidade para fomentar a relação entre clientes e empresas, promovendo negócios entre produtor e consumidor, fortalecendo todo o setor.

Fonte: midiamax/Danielle Valentim

By TurismoMT

NOVA ARTE TURISMOMT RGB

 

Anúncios

Conheça o Centro-Oeste e apaixone-se pelo coração do Brasil

A região é o destaque da terceira matéria da série da Agência de Notícias do Turismo que retrata os encantos das cinco regiões brasileiras.

A região que faz fronteira com todas as demais regiões brasileiras é também o berço das águas que alimentam as bacias do Amazonas, Paraná e São Francisco. Suas nascentes, saltos, cachoeiras, cânions e corredeiras formam muitos dos atrativos turísticos do Centro-Oeste, entre eles, o rio Araguaia, a badalada praia dos goianos. Além do turismo de natureza e aventura, a região também possui um forte turismo cívico, uma vez que é lá que está localizada a capital federal.

Outro destaque do Centro-Oeste é a forte presença indígena com reflexos diretos no turismo. Várias reservas e parques nacionais abrigam inúmeras aldeias, entre eles, o Parque Indígena do Xingu, que reúne cerca de 20 tribos diferentes, o Parque Indígena do Araguaia, na ilha do Bananal, a Reserva Indígena Xavante e a Reserva Indígena Parecis. Confira alguns dos motivos para se encantar com a região central do país.

21_10_16_goiasvelho

GOIÁS

Rodeadas pelas serras dos Pireneus e Dourada, respectivamente Pirenópolis e a Cidade de Goiás, reúnem religiosidade, história e natureza exuberante. Antiga capital, a Cidade de Goiás, pela sua imponência arquitetônica e importância histórica e econômica para ocupação do Brasil Central é Patrimônio Cultural da Humanidade. Um dos locais mais visitados é a casa da poetisa Cora Coralina. Em Pirenópolis, o clima bucólico e as ruas de paralelepípedos conduzem o turista a uma viagem no tempo. Já a área central da capital Goiânia possui o maior acervo art decó do Brasil.  Para os amantes da natureza, o estado abriga, ainda, duas reservas de Cerrado consideradas Patrimônio Natural da Humanidade. As chapadas das Emas e dos Veadeiros são parques nacionais e destinos de ecoturismo, aventura e misticismo.

21_10_16_chapadadosguimaraes

MATO GROSSO

Da mesma época da corrida do ouro, Cuiabá, tornou-se não apenas a capital do Mato Grosso, com seu centro histórico, mas, também, a porta de entrada de um grande atrativo nacional: a Chapada dos Guimarães. O Parque Nacional é formado por paredões, grutas, mirantes e 487 cachoeiras, sendo a Véu de Noiva o seu cartão postal. Já o Pantanal é dividido com Mato Grosso do Sul. A maior região alagada do mundo, incluindo parte da Bolívia e do Paraguai, além de Patrimônio Natural da Humanidade, o local foi definido pela UNESCO como Reserva da Biosfera Mundial. O esplendor da natureza e a diversidade da vida no Pantanal atraem turistas do mundo inteiro.

21_10_16_bonito

MATO GROSSO DO SUL

Além de dividir com o Mato Grosso o Pantanal, o estado também conta com importantes atrativos naturais, caso da Serra da Bodoquena e Bonito que figuram entre os principais destinos brasileiros de ecoturismo com opções de mergulho, flutuação em águas cristalinas e cavernas entre outras aventuras. A queridinha da região é a Gruta do Lago Azul, tombada pelo Iphan e localizada em uma área de preservação ambiental. O local ganhou o formato atual graças a um desmoronamento ocorrido há 600 milhões de anos.

21_01_16_brasilia

BRASÍLIA

A capital do Brasil é um exemplo de arquitetura para tudo o mundo. Planejada com um traçado moderno, a cidade é palco das grandes decisões nacionais e importante destino de turismo cívico. O Plano Piloto e seus prédios públicos projetados, respectivamente, por Lúcio Costa e Oscar Niemeyer, formam o primeiro sítio histórico moderno reconhecido pela UNESCO como Patrimônio Cultural da Humanidade. É uma cidade de beleza e arquitetura única. Vista do alto, lembra um avião. As asas Sul e Norte abrigam as quadras residenciais. O lago Paranoá, rodeado por clubes, é a praia dos brasilienses. O Parque da Cidade e o Parque Nacional de Brasília (Água Mineral), um pedaço intacto do Cerrado no Distrito Federal, estão entre as opções de lazer.

Por Geraldo Gurgel

http://www.turismo.gov.br/

By TurismoMT

NOVA ARTE TURISMOMT RGB

 

Brasil, um país feito de emoções!

Com território continental repleto de belezas naturais, o Brasil é hoje um dos grandes polos internacionais de atividades turísticas de aventura por terra, água e ar

fundoheader

De norte a sul do Brasil, montanhas, florestas, rios e savanas formam cenários perfeitos para aventureiros de todos os perfis. Não por acaso, o país é líder internacional em certificação para turismo de aventura, no âmbito das normas da Organização Internacional para Normalização (ISO), o que significa mais segurança para quem busca atividades que conjuguem turismo, emoção e experiências de superação.

Pessoas com deficiência podem praticar diversas atividades de aventura adaptadas em Socorro (SP), cidade que é destino referência no Brasil em Turismo de Aventura Acessível. Além do título nacional, o município também tem no currículo algumas conquistas internacionais – entre elas, o Prêmio Rainha Sofia de Acessibilidade, outorgado pelo Conselho Real para Deficiência do governo espanhol; e Melhor Projeto para Pessoas com Deficiência e Prática de Turismo Responsável, reconhecimento do World Travel Market (WTM) a hotéis-fazenda locais.

REGIÃO SUL

Entre as principais atrações está a prática de rafting no cânion do Rio Lapó, localizado no Parque Estadual do Guartelá, em Tibagi (PR). Com descidas por quedas e corredeiras, o bote acompanha os paredões do cânion em uma aventura que pode durar mais de quatro horas na água. Outras opções de rafting na região podem ser encontradas em Três Coroas, na Serra Gaúcha, e no rio Itajaí-Açu, em Santa Catarina, considerados entre os melhores locais do país para esse tipo de atividade.

REGIÃO SUDESTE

As atividades para aventureiros têm parada obrigatória nas águas cristalinas de rica vida marinha e em mais de 30 naufrágios em Arraial do Cabo (RJ). Entre os principais pontos de mergulho da cidade estão a Gruta Azul e a Ilha dos Franceses. Nesses locais, mergulhadores podem contemplar as grandes rochas no fundo do mar, naufrágios e um salão de 30 metros de extensão e 15 de altura, que impressiona pelos efeitos de luzes que se formam. Perto da Gruta Azul, está o Buraco da Camarinha, com uma fenda de até 30 metros que dá passagem para mar aberto.

Outro destino popular na região é o município de Brotas, no interior de São Paulo, onde a infraestrutura propicia atividades de diversas modalidades. O rafting, oferecido também em noites de lua cheia, pode ser praticado no rio Jacaré-Pepira; o canyoning e o rapel ganham cenários perfeitos em cachoeiras como a Cassorova, Andorinha e Figueiras. O município oferece ainda tirolesa, boia-cross e arvorismo.

REGIÃO CENTRO-OESTE

Ótima opção para os adeptos do turismo de aventura é o roteiro Eco Parque Tour, que percorre os municípios de Alcinópolis, Costa Rica e Coxim, no Mato Grosso do Sul. O passeio permite ao visitante conhecer seis unidades de conservação que percorrem dois biomas: o Cerrado e o Pantanal. O circuito de atrativos inclui trilhas a pé ou de bicicleta no Parque Nacional das Emas – maior área preservada do cerrado brasileiro, com tamanho equivalente a 131 mil campos de futebol. No parque também há geografia e águas ideais para a prática da canoagem.

Em Costa Rica (MS), o Parque Natural Municipal Salto do Sucuriú oferece opções de aventura como rapel, rafting e circuitos de tirolesa. Uma delas tem queda de 70 metros que termina em um banho de piscina (Tirolesa da Libélula), mas as maiores têm 230 metros (Tirolesa do Tucano) e 400 metros (Tirolesa da Andorinha) de pura emoção com vista ímpar do Salto Majestoso do Rio Sucuriú. O roteiro inclui, ainda, trilhas por Alcinópolis, cidade que concentra mais de 30 sítios arqueológicos de arte rupestre.

A Chapada dos Veadeiros é referência em turismo de aventura para brasileiros e estrangeiros, devido à presença de grandes cachoeiras e cânions profundos com águas de diferentes tonalidades. Alto Paraíso (GO) é o portão de entrada da Chapada e a principal infraestrutura urbana da microrregião. Ali pertinho, também está o povoado de São Jorge, vila com cerca de 700 moradores que fica bem próxima ao Vale da Lua e ao Parque Nacional da Chapada. A 90 km de Alto Paraíso está Cavalcante (GO), a terra dos Kalunga, descendentes de negros escravizados que fugiram das minas e fazendas da região e passaram a viver em comunidades isoladas, sem contato com o mundo exterior até recentemente.

REGIÃO NORDESTE

O turismo de aventura na região tem vez em Fortaleza (CE), que oferece mergulhos organizados no Parque Estadual Marinho da Pedra da Risca do Meio. Agências locais oferecem saídas para mergulhadores credenciados e iniciantes em um passeio que permite apreciar a biodiversidade marinha do ecossistema do parque. As águas apresentam visibilidade caribenha de até 30 metros, de acordo com a Superintendência Estadual do Meio Ambiente do Governo do Ceará.

REGIÃO NORTE

Os visitantes encontram terreno favorável à prática das atividades de aventura no município de Presidente Figueiredo (AM), localizado a pouco mais de 100 km de Manaus. Na cidade, também chamada de “Terra das Cachoeiras”, o rio Urubuí oferece trechos propícios à prática do rafting. O acesso, para quem vem de Manaus, é pela BR-174.

003 004 005 006 007 008 002 001

#PARTIUAVENTURA

Fonte: http://www.turismobrasil.gov.br/

By TurismoMT

NOVA ARTE TURISMOMT RGB

Marinheiros de primeira viagem

Ministério do Turismo dá dicas para quem vai viajar pela primeira vez de navio

1286

                                                       Navio. Crédito: Divulgação

Os mares brasileiros têm atraído cada vez mais turistas interessados em aproveitar o conforto de cruzeiros que oferecem aos seus passageiros uma variedade de atrativos. Dispostos a agradar os viajantes de todos os gostos e idades, os navios dispõem de piscina, jacuzzi, discoteca, cassinos e até pista de caminhada. Alguns chegam a transportar mais de 2.500 passageiros.

Para a temporada de cruzeiros marítimos de 2015/2016, a Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (CLIA Abremar) prevê que 597 mil pessoas aproveitem seus períodos de descanso nos 10 navios que estarão no litoral do brasileiro. Se isso se confirmar, representa um crescimento de 9% em relação ao ano anterior quando foram registrados 549 mil turistas, dos quais 80 mil eram estrangeiros e 469 mil brasileiros.

“Quem for viajar, deve verificar se as transportadoras turísticas e agências de turismo que oferecem serviços de transporte aquaviário estão cadastradas no Cadastur (www.cadastur.turismo.gov.br) e se as embarcações a motor estão inscritas nas capitanias, delegacias ou agências da Marinha do Brasil. Essas e  outras orientações podem ser encontradas no Viaje legal, guia do Ministério do Turismo que reúne dicas para os passageiros de todos os tipos de transportes”,  recomenda Isabel Barnasque, coordenadora geral de Turismo Responsável da pasta.

Para Wanderley Francisco da Silva, 37, a viagem de navio do Rio de Janeiro a Santos, com uma parada em Búzios, vai ser inesquecível para ele e sua família. Marcada para este mês, será a primeira viagem da família de navio e deverá durar quatro dias. “O pessoal aqui está de malas prontas há uma semana, ninguém nunca andou de navio e queríamos fazer uma viagem diferente. Já estava enjoado de ir pra Caldas Novas (GO)”, conta.

Preocupado com o marinheiro de primeira viagem, o Ministério do Turismo reuniu algumas informações úteis fornecidas pelas operadoras. Você poderá encontrar dicas de como proceder nas viagens, documentos necessários, o que não se pode levar e check-in. Antes de viajar, leia todo o manual que a empresa que oferece seu cruzeiro enviar para você. Ele é fundamental para não ficar cheio de dúvidas. Vale lembrar que as vendas de pacotes de cruzeiros são feitas exclusivamente por agências de viagem, que podem auxiliar os passageiros que tiverem qualquer tipo de questionamento.

NO PORTO

  • – Para chegar ao porto de embarque, algumas companhias disponibilizam ônibus ou vans. Caso escolha ir com seu carro, informe-se sobre as taxas de estacionamento.
  • – O check-in se encerra 2 horas antes da partida do navio, portanto verifique os horários de chegada e saída do seu navio.
  • – Dirija-se ao setor de bagagem para deixar as suas malas, que devem estar identificadas.
  • – Depois de deixar as malas, procure o balcão de atendimento da companhia de cruzeiro que você vai embarcar e informe-se sobre os procedimentos e horários de embarque. Lembre-se de ter em mãos todos os dados da reserva e documentos de identidade da família.
  • – É recomendado levar uma bagagem de mão com muda de roupa, pois a bagagem pode demorar para chegar a cabine.

ALIMENTAÇÃO

  • – Em alguns cruzeiros o sistema é all inclusive (tudo incluído) e há pacotes especiais para quem curte bebida alcóolica.
  • – Algumas pessoas ficam nauseadas em alto mar. Se este é o seu caso, aí vão algumas dicas: vale comer maçã, chupar gelo e olhar para o horizonte. Procure ficar em lugares que batam vento e evite os andares mais baixos porque balançam mais. Evite também alimentos gordurosos e exageros. Priorize comidas leves.

INTERNET

  • – Quem gosta de estar conectado deve saber que o 3G do celular só funciona em terra ou quando o navio está atracado próximo de alguma cidade. Fora isso, não há sinal. Existe a opção de contratar wi-fi.

PAGAMENTOS

  • – Em um cruzeiro, cartão de crédito é a melhor forma de deixar a vida mais prática, tanto no check-in quanto no check-out. O pagamento de tudo é feito por um cartão do cruzeiro (não o seu cartão de crédito) e no final, você só dá ok nos gastos (se tiver dado um cartão de crédito no momento do check-in). Se não, terá que ir na recepção até a última noite e pagar tudo em dinheiro.

REMÉDIOS

  • – Leve um pequeno kit de primeiros socorros com medicamentos que possam ajudar em casos de dor-de-cabeça, resfriado, mal-estar, bolha no pé e etc.

O QUE NÃO PODE LEVAR

  • – Itens que emitam calor ou produzam chamas, como ferros de passar, fogões elétricos, velas, incensos e qualquer outro item que possa gerar incêndios.
  • – Droga ou substância ilegal.
  • – Qualquer tipo de arma, tesouras, facas, explosivo ou item que possa oferecer risco à saúde e segurança dos hóspedes e ao meio ambiente.
  • – Alimentos ou bebidas, alcoólicos ou não: garrafas e latas fechadas serão retidas, e as abertas não serão devolvidas (toda bagagem está sujeita a inspeção por cães farejadores).

17_02_16_meios_transporte

FONTE: http://www.turismo.gov.br/ Carolina Valadares

BY TURISMOMT

NOVA ARTE TURISMOMT RGB

Turismo se aquece com o início da temporada de cruzeiros

Roteiros exploram mais de 200 destinos pelo país. Serão dez navios saindo de Santos (SP) e do Rio de Janeiro

Aerial Rhapsody of the Seas Rhapsody of the Seas - Royal Caribbean International

Aerial Rhapsody of the Seas
Rhapsody of the Seas – Royal Caribbean International

Com a chegada do verão, começa também a temporada de cruzeiros. São várias as opções de pacotes para embarcar em grandes navios que chegam a visitar mais de 200 destinos pelo país – dos mini-cruzeiros, com até quatro dias de duração, aos roteiros mais longos e com mais paradas.

De acordo com uma grande agência de turismo brasileira que comercializa pacotes de cruzeiros, a temporada que começa em novembro e se estende até maio de 2016, promete ser boa. Serão dez navios saindo de Santos (SP) e do Rio de Janeiro com destino ao litoral.

Para atrair mais passageiros, a empresa congelou o preço do dólar a menos de três reais. A condição também se estendeu aos pacotes de bebidas, excursões e serviços de spa, adquiridos antecipadamente. “Com essa estratégia, esperamos a ocupação total em nossos navios”, disse o porta-voz da agência.

O presidente da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos, Marco Ferraz, revela algumas das vantagens de viajar a bordo de um navio: “Não precisa desfazer mala a cada cidade que se passa e tem-se uma visão diferente dos destinos turísticos”, afirmou.

A viagem de cruzeiro é uma oportunidade que o brasileiro tem de conhecer melhor o litoral de seu país, segundo o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves. “Vejo muitas pessoas fazendo viagens de navio pelo Caribe, pelas ilhas gregas, mas temos aqui um potencial enorme para explorar em nossa costa. Somos o país número um do mundo em recursos naturais”.

Grande parte das atividades turísticas no Brasil são realizadas nas proximidades de espelhos d’água, como praias, lagos, rios e estâncias hidrominerais. São cerca de oito mil quilômetros de litoral e cerca de 35 mil km de vias internas navegáveis no Brasil.

O Ministério do Turismo já investiu mais de R$ 570 milhões na estruturação e requalificação de atrativos e complexos de turismo e lazer que dão vida às orlas marítimas, fluviais e lacustres do País.

http://www.turismo.gov.br/

BY TURISMOMT

NOVA ARTE TURISMOMT RGB

Turismo Ecológico: águas cristalinas de Nobres atraem turistas brasileiros e estrangeiros

O Distrito de Bom Jardim, em Nobres (a 180 km de Cuiabá ) encanta quem por ali passa. O paraíso ecológico vem se firmando como um dos principais pontos turísticos mato-grossenses, recebendo visitantes que buscam um turismo de aventura, com mergulhos entre peixes em rios transparentes e piscinas naturais, sem falar na caminhada em trilhas pela mata que dá acesso a cachoeiras e paisagens deslumbrantes.

NOBRES

A paranaense Liziane de Fátima teve a impressão de que a tímida cidade do interior do Mato Grosso teria pouco a oferecer aos turistas. Mas foi com uma grata surpresa que descobriu que a falta de sinal de internet era compensada por uma vegetação nativa quase intocada e cercada pelas belezas e encantos das águas cristalinas de rios repletos de peixes, cavernas subaquáticas e cachoeiras que atraem visitantes do mundo todo.

Por indicação de amigos, Liziane fez questão de conhecer o Aquário Encantado e o Rio Salobra em sua primeira visita a Mato Grosso. Munida com máquina fotográfica, colete para flutuação, máscara de mergulho e tubo snorkel, a paranaense percorreu uma trilha de 500 metros pela mata fechada até chegar ao local do mergulho.

Liziane, que já está acostumada a viajar pelo Brasil, se empolgou com o contato direto com a natureza. “Isso aqui é maravilhoso. Nunca pensei em encontrar um lugar tão bonito assim aqui no meio do Brasil. Vi as fotos na internet e resolvi conferir como seria mergulhar em uma água transparente e tão perto dos peixes. Vou trazer muita gente do Sul para conhecer esse paraíso. Espetacular!”.

NOBRES-01

De acordo com assessoria do Governo do Estado, todo o trajeto é realizado com um guia responsável também para dar treinamentos a quem não tem experiência em flutuação. Débora do Nascimento tem por ofício conduzir o passeio dos turistas no aquário encantado, onde os peixes “estão ali como se fossem de estimação”. Guia turística há 10 anos, Débora nasceu em Rosário Oeste e se criou no distrito de Bom Jardim, em Nobres. Ela, que diz não trocar este trabalho “por nada nesse mundo”, comemorou o apoio que o novo governo do Estado tem dado à localidade.

Com menos de quatro meses de administração, o governador Pedro Taques em um trabalho realizado com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e o Ministério Público, liberou licenças ambientais para seis propriedades na região. O documento irá possibilitar que os empresários consigam crédito para melhorar a infraestrutura dos pontos turísticos. Os títulos foram entregues no dia 25 de abril e já trazem esperança para quem vive do turismo.

A localidade é um dos grandes atrativos da região e chama a atenção porque o rio Estivado oferece uma piscina natural onde os peixes saltam para fora d’água para buscar alimentos. Distante 1km da Vila Bom Jardim, os visitantes podem tomar banho com várias espécies de peixes como a piraputanga, dourado e piau.

Já a Cachoeira da Serra Azul chama atenção com sua queda d´água de 45 metros de altura, e a lagoa azul, que possui uma coloração surpreendente devido ao calcário. A cachoeira é muito visitada, mas é preciso ânimo para encarar a aventura. Além da trilha, é preciso subir uma escadaria de 185 degraus para aproveitar as belezas do lugar. Isso porque a cachoeira está localizada no alto da Serra Azul, que fica a 20 km do distrito de Bom Jardim. O turista precisa deixar o veículo no pé da serra e seguir por 350 metros até chegar à escadaria. Mas o cenário surpreendente compensa o esforço, principalmente para os amantes da fotografia.

http://www.olhardireto.com.br/

BY TURISMOMT

NOVA ARTE TURISMOMT RGB

anuncie aqui 800 x 150

Brasil é eleito melhor destino turístico entre países emergentes

BRASIL_TURISMO

Foto Ilustrativa

Ranking elaborado pelo site Skyscanner recomenda atrações como a Floresta Amazônica, as igrejas de Ouro Preto (MG) e o Museu Imperial, em Petrópolis (RJ)

MuseuImperial_Dia

Foto Ilustrativa

O Brasil ficou em primeiro lugar em uma lista dos melhores destinos emergentes do mundo para conhecer em 2015, elaborado pelo site Skyscanner. A lista levou em consideração apenas locais que ainda “não estão na moda”, mas que têm grande potencial de se tornar ícones do turismo mundial no ano que vem. Segundo os avaliadores, a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos de 2016 estão ajudando a fazer do país um dos lugares mais interessantes em 2015, a frente de destinos como Nicarágua, Coreia do Sul, Taiwan e Grécia.

floresta_amazonica

Foto Ilustrativa: Floresta Amazônica

“Com novos aeroportos e novas estradas, explorar o Brasil nunca foi tão fácil”, anunciou o site Skyscanner, ao divulgar a lista. As opções no país, de acordo com o portal, vão desde roteiros pelas favelas do Rio de Janeiro a viagens pela Amazônia. Além disso, o site destaca as ofertas de hotéis de alto padrão construídos para os jogos de 2016. “O Brasil é famoso pelo futebol e pelo Carnaval, mas tem muito mais a oferecer”, disseram os organizadores do ranking, que também montou uma lista com as 10 melhores coisas a se fazer no país.

cidade-de-Ouro-Preto-Minas-Gerais

Foto Ilustrativa (Igrejas Ouro Preto -MG)

A lista inclui, nas três primeiras posições, passeios para conhecer a Floresta Amazônica, as igrejas de Ouro Preto (MG) e o patrimônio histórico de Petrópolis (RJ), definida pelo site como “Cidade Imperial”. A culinária brasileira também marca presença na lista, com recomendações para o açaí de Belém (PA) e peixes típicos dos rios de Manaus (AM).

petropolis

Foto Ilustrativa: Patrimônio Palácio de Cristal – Petrópolis – RJ – Brasil

Dados do Ministério do Turismo mostram que 47% dos estrangeiros que visitam o Brasil, o fazem em busca de lazer. Desses, 64,2% procuram atrações de sol e praia e 21,3% praticam o ecoturismo ou turismo de aventura. O gasto médio desses estrangeiros é de US$ 73 por pessoa. Em 2014, devido à Copa do Mundo, a expectativa do MTur é a de que os turistas estrangeiros trarão mais de US$ 6,7 bilhões ao país, volume recorde para a série histórica do Banco Central, que tem início em 1947.

Ouça aqui comentário em que José Francisco Lopes, diretor de Estudos do MTur, comenta o gasto de estrangeiros no país e destaca benefícios da exposição do Brasil com a Copa.

Ministério do Turismo

BY TURISMOMT

cropped-nova-logo5.jpg

%d blogueiros gostam disto: