Edição 2016 do Cata Guavira destaca gastronima e turismo de MS

Evento ocorre em Bonito de 25 a 27 de novembro

14971415_10211446320858248_950490630_n

A edição 2016 do tradicional Cata Guavira, que valoriza a guavira na culinária sul-mato-grossense, acontece nos dias 25,26 e 27 de novembro, em Bonito, a 300 quilômetros de Campo Grande. O festival tem como objetivo divulgar, promover, valorizar e expandir a gastronomia regional, a comunidade produtora, bem como o aprimoramento de técnicas de cozinha, utilizando produtos regionais.

O evento objetiva propiciar a troca de experiências e fomentar a relação entre produtor e consumidor, fortalecendo todo o setor da gastronomia que envolve o trade turístico: a rede hoteleira, os passeios, os restaurantes e fornecedores de alimentos, conveniências, supermercados e produtores rurais.

A cidade de Bonito é reconhecida mundo afora por suas belezas naturais e pela forma sustentável do modelo de ecoturismo desenvolvido da região. Nos últimos anos, a gastronomia também tem ganhado espaço nesse universo turístico regional, aumentando a exigência da qualidade e o investimento em capacitação profissional e melhorias neste processo.

A FRUTA

A guavira também deve ser vista como elemento transformador da realidade social da população local, de modo que venha a ser utilizada cada vez mais pela gastronomia, pois além de sua polpa incrivelmente doce, sua casca e semente podem ser usadas como especiarias em doces ou salgados, o que deve ser explorado no Brasil mundo afora.

O evento pretende apresentar o conceito de gastronomia para os estudantes das escolas públicas e particulares de todo o estado, explicando a importância da profissão do cozinheiro e do chef de cozinha para a sociedade. O setor de turismo e gastronomia hoje movimentam a economia do Mato Grosso do Sul principalmente na região do Pantanal, Corumbá, Serra da Bodoquena e na cidade de Bonito.

Dessa forma, precisam ter cada vez mais qualificação na mão de obra empregada. Entendemos que através da vinda desses profissionais com o_cinas, palestras e compartilhando suas experiências, será uma oportunidade única para o despertar dessa carreira. Turistas interessados em conhecer o paraíso ecológico poderão também ter uma grande experiência gastronômica com a fruta que é símbolo da cultura local.

Em 2016 o evento apresentará palestras de gastronomia, O_cina Educação do Gosto e também outras o_cinas para crianças promovidas pelo Slow Food de Bonito e de Campo Grande.  Acontecerá uma feira popular onde os chefes apresentarão comidinhas a valores populares na Praça da Liberdade, durante as atividades do Festival da Guavira.

O Cata Guavira 2016 reúne grandes chefs, cozinheiros, produtores, empreendedores e visitantes para experimentar menus especiais e conhecer a relevância cultural e econômica da gastronomia brasileira, sul-matogrossense e latinoamericana. Serão três dias de programação que mesclarão o_cinas, palestras e degustações.

Os chefs convidados desta edição são: a paulista Mara Salles, o colombiano Dagoberto Torres, a paulista Vivi, o corumbaense Edu Rejala, o padrinho do Cata Guavira,  Paulo Machado, entre outros.

O evento torna-se uma oportunidade de reunir profissionais do setor, ótimo momento para apresentação de produtos e serviços. É também excelente oportunidade para fomentar a relação entre clientes e empresas, promovendo negócios entre produtor e consumidor, fortalecendo todo o setor.

Fonte: midiamax/Danielle Valentim

By TurismoMT

NOVA ARTE TURISMOMT RGB

 

A importância do esporte para o turismo brasileiro

interlagos

Estudo mostra que 1,6 milhão de viagens foram motivadas por eventos esportivos

 As competições esportivas são cada vez mais importantes para o turismo brasileiro. Um estudo do Ministério do Turismo sobre características e dimensões do turismo doméstico no Brasil, feito em 2012, mostra que 1,6 milhão de viagens foram motivadas por eventos esportivos.

A etapa brasileira do Ironman, por exemplo, movimentou R$ 15 milhões nas imediações da praia de Jurerê, em Florianópolis (SC) e atraiu cerca de 2 mil triatletas brasileiros (71%) e estrangeiros (27%) no ano passado. Os visitantes passaram de 4 a 7 dias em Florianópolis e levaram pelo menos um acompanhante, de acordo com a Latins Sports, organizadora do evento.

As provas de atletismo são as que mais atraem turistas pelo Brasil. Cerca de 22 mil atletas de todos os estados estiveram no Rio de Janeiro para a Maratona Caixa. A maioria era do próprio estado (33%) e de São Paulo (19%). Havia 1.500 estrangeiros, de países como Japão, Austrália, Nova Zelândia, Noruega, Itália, Estados Unidos, México e Argentina. O número de participantes só não foi maior que o da Corrida Internacional de São Silvestre, prova de atletismo que ocorre na virada do ano em São Paulo e atraiu 25 mil atletas em sua última edição.

O automobilismo é outro evento importante para a economia turística do país. A realização do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1 movimentou R$ 230 milhões durante o ano passado, entre investimentos de empresas particulares e gastos de turistas. O evento levou 69.984 visitantes para as arquibancadas de Interlagos, em São Paulo.

Ministério do Turismo

By TurismoMT

Jaraguá do Sul aposta em segurança, qualidade e localização para UFC

Vitor Belfort e Luke Rockhold se encaram na frente da Arena Jaraguá, local do UFC (Foto: Reprodução)

Vitor Belfort e Luke Rockhold se encaram na frente da Arena Jaraguá, local do UFC (Foto: Reprodução)

Maior evento de MMA do mundo acontece em Santa Catarina apenas no dia 18 de maio, mas cidade já sente o reflexo da vinda de Vitor Belfort e cia.

Jaraguá do Sul, no Norte de Santa Catarina, já está confirmada como sede do UFC no Combate 2 – Belfort x Rockhold, que acontece no dia 18 de maio. No entanto, a cidade catarinense quer encantar o maior evento de MMA do mundo. Para isso, uma comitiva cuida, desde já, de todos os detalhes envolvendo o UFC, a ser realizado na Arena Jaraguá, para fazer do evento um dos melhores realizados no Brasil – Santa Catarina é o quarto estado brasileiro a receber o evento, depois de Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais.

Primeira cidade catarinense a receber alguns dos melhores lutadores de MMA do mundo, Jaraguá usa o que tem de melhor para ‘ganhar’ o presidente do UFC, Dana White, e companhia. Atualmente com 143 mil habitantes, segundo o último Censo realizado pelo IBGE, em 2010, a cidade é uma das mais seguras e com melhor qualidade de vida do Brasil. Em 2013, Jaraguá não registra homicídios, apenas três roubos, já solucionados, segundo a Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina.

De acordo com o órgão catarinense, o município localizado no Norte de Santa Catarina registrou 15 homicídios em 2012, 13 em 2011 e 10 homicídios em 2010. Joinville, maior cidade do estado, próxima a Jaraguá, teve 63 homicídios em 2012. Jaraguá também é destaque no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Conforme o Atlas de Desenvolvimento Humano de 2003, com base nos dados do Censo de 2000, a cidade é a 30ª com melhor qualidade de vida no Brasil. São nesses dados que a cidade se apoia para agradar a todos os envolvidos no evento.

– Jaraguá está preparada para receber o evento. Esperamos, pelo menos, oito mil não moradores da região, de outros países e outras cidades. Santa Catarina é desejo de férias, de turismo. Quando se fala no Estado, há uma curiosidade muito grande, esse reflexo a gente sente na cidade. O Vitor Belfort analisou a cidade e se surpreendeu, tanto que estava antecipando a vinda dele. Ele e sua equipe estão reservando casa, academia, empregada, cozinheira – diz Fenísio Pires Júnior, diretor de turismo de Jaraguá do Sul.

Principal nome do evento, o ex-campeão da categoria meio-pesado do UFC está com o moral em alta. De acordo com o diretor de turismo de do município sede, os ingressos mais populares do primeiro lote colocado à venda, de arquibancadas e cadeiras, acabaram em 47 minutos. Restam apenas entradas para a região do octógono, entre R$ 600 e R$ 1.200, e para portadores de necessidades especiais, a R$ 110. A grande procura pelas entradas tem motivo: a localização de Jaraguá.

– É o diferencial da cidade. Equiparamos a população da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, com a população de Jaraguá. Hoje, o deslocamento para a Arena da Barra leva uma hora e meia, duas horas, de qualquer ponto do Rio de Janeiro. Nesse mesmo tempo de percurso, as pessoas podem vir de Balneário Camboriú (SC) e Curitiba. A distância entre essas cidades é a mesma entre bairros de Rio de Janeiro e São Paulo. Muitos curitibanos virão de carro, para fazer um pernoite, a distância permite bate e volta – espera o diretor de turismo de Jaraguá.

Mesmo faltando mais de um mês para o evento, a cidade já colhe os frutos da visibilidade nacional e internacional que ganhou, por ser sede de um dos eventos esportivos mais assistidos e lucrativos da atualidade. Segundo especialistas em eventos de MMA, a expectativa para o UFC na Arena Jaraguá é de receber cerca de 9.500 pessoas, contando os assentos ao redor do octógono. O local, inclusive, já é alvo para sediar outros eventos no futuro, e não só esportivos.

Arena Jaraguá deve receber cerca de 9.500 pessoas, para o UFC no Combate 2 (Foto: Ivan Raupp)

Arena Jaraguá deve receber cerca de 9.500 pessoas, para o UFC no Combate 2 (Foto: Ivan Raupp)

– A Arena Jaraguá foi eleita como o melhor espaço de arena fora do Rio de Janeiro, atrás da Arena da Barra e do Maracanãzinho. A produção da Ivete Sangalo e do Cirque du Soleil agendaram vistoria, demais organizações de luta estão agendando visita, estão sondando. Até então, a Arena era conhecida pelo futsal, que elevou o nome do local. O UFC resgatou o que estava parado desde 2011 – relata Pires Jr.

http://globoesporte.globo.com

BY TURISMOMT

NOVA ARTE TURISMOMT RGB

Com UFC, lucro na região de Jaraguá do Sul pode chegar a R$ 100 milhões

Jaraguá do Sul: influência europeia, natureza e esportes para agradar os turistas que irão prestigiar o UFC (Foto: Divulgação/Vale dos Encantos Convention & Visitors Bureau)

Jaraguá do Sul: influência europeia, natureza e esportes para agradar os turistas que irão prestigiar o UFC
(Foto: Divulgação/Vale dos Encantos Convention & Visitors Bureau)

 

Segundo dados oficiais da entidade, cidades que sediam o evento chegam a arrecadar esse montante, com acomodação, transporte, comércio e serviços

Conhecida por ser sede de algumas das maiores empresas do Brasil nos setores de confecção e indústria, Jaraguá do Sul, segundo dados de 2010 do IBGE, é a quinta maior economia de Santa Catarina, atrás de Joinville, Blumenau, Florianópolis e Itajaí. Seu Produto Interno Bruto (PIB), de R$ 5,259 bilhões, o faz a 30ª cidade do Sul e a 103ª no Brasil com maior poder econômico. E esse valor tende a crescer, graças ao UFC, que acontece na cidade em maio.

Segundo dados oficiais da entidade que organiza o maior evento de MMA (sigla em inglês para artes marciais mistas) do mundo, o lucro nas cidades que recebem as lutas varia entre US$ 15 milhões a US$ 50 milhões (cerca de R$ 100 milhões). O montante é arrecadado através de vários setores, principalmente acomodação, alimentação e serviços, como transporte.

– Esse montante não vai girar só em Jaraguá do Sul, mas num raio de até 100 km. Num raio de 30 km da cidade, há aproximadamente 1.100 leitos, então a nossa região espera abrigar pouco mais de duas mil pessoas. Acima desse montante, estamos falando das cidades mais distantes, como Joinville, Blumenau, São Bento do Sul, Barra Velha e São Francisco do Sul – analisa Fenísio Pires Júnior, diretor de turismo de Jaraguá do Sul.

A expectativa de Pires Jr. é que Jaraguá e região recebam turistas para o UFC a partir do dia 15 de maio, quarta-feira. No entanto, o maior montante das reservas nos hotéis será na sexta, dia 17, véspera da competição. No domingo, dia após as lutas, a perspectiva do diretor de turismo de Jaraguá é a permanência dos turistas na região.

– Na sexta-feira, é o dia que muitos chegam. Acreditamos que, naquele final de semana, a região vai estar lotada. Temos tendo um fluxo grande na procura por bares que vão passar a luta. Até alguns bares que não abrem estão se preparando para receber as pessoas. Teremos uma boa invasão de oito mil visitantes, que vão querer passar o dia no sábado. Jaraguá está dentro da rota das cervejas, o que é mais um atrativo – comenta Fenísio Pires Jr.

Conhecida como a ‘capital nacional da malha’, Jaraguá também chama atenção por se tratar de uma cidade de colonização europeia, com influências principalmente alemã, italiana e húngara. Mesmo sendo sede de importantes empresas multinacionais, Jaraguá apresenta ares de cidade pequena, o que deve mudar com a chegada de Vitor Belfort e cia.

Vitor Belfort em entrevista do UFC (Foto: Ivan Raupp/SporTV.com)

Vitor Belfort em entrevista do UFC
(Foto: Ivan Raupp/SporTV.com)

– Vai ocorrer um ajuste de operação do turismo. Restaurantes vão ter horários especiais, as casas noturnas também, tudo vai ser modificado. O UFC vai movimentar a cidade antes do evento. Isso já dá uma modificação na cidade, o reflexo aqui é grande. O Sul teria como receber dois eventos do UFC em duas semanas seguidas. Tenho certeza que os ingressos iriam acabar em uma hora – garante Pires Jr.

Para situar os turistas do que Jaraguá do Sul e região oferecem, a prefeitura municipal lançou um guia local virtual visando a semana do UFC, considerada pela prefeitura de Jaraguá do Sul entre os dias 15 e 19 de maio. No endereço www.ufcjaragua.com, o visitante poderá obter informações sobre a cidade, hotéis, restaurantes, atrações noturnas, localização e demais informações pertinentes ao evento.

http://globoesporte.globo.com/

BY TURISMOMT

NOVA ARTE TURISMOMT RGB

Folia pantaneira promete atrair foliões de todo o país

carnaval mt

Todo mundo sabe que o Pantanal é m dos mais bonitos e surpreendentes cenários naturais do planeta. Agora, imagina passar o carnaval nesse paraíso natural. Então, venha para Mato Grosso e caia na folia pantaneira.

Durante os dias de carnaval é possível associar o ecoturismo a tradicional animação da festa de momo, escolhendo uma das cidades mato-grossenses como destino.

No município de Cáceres, conhecida como a “Princesinha do Pantanal”, o palco da festa será a Praça de Eventos da cidade. Durante os cinco dias de carnaval, bandas regionais vão fazer a alegria dos foliões.

Já na cidade de Santo Antônio de Leverger, a tradicional folia preserva a cultura ribeirinha e pantaneira. O carnaval este ano em Leverger será na Praça Cultural onde terá apresentações de “Boi-a-serra, Siriri, Cururu” e tradições folclóricas como “Mãe D’água, Pé de Garrafa, Negrinho D’água, Mãe do Morro, Boitatá, Ema, Cavalo”, que fazem parte do carnaval que mistura tradição e modernidade. As apresentações começam na sexta de carnaval e seguem até terça-feira e terão início às 18h.

Cerca de 20 blocos se apresentam durante o dia nas ruas da cidade, num total de cerca de 500 componentes, acompanhados de bandas de percussão com instrumentos típicos como o “mocho”, o que acaba atraindo turistas, curiosos e moradores. À noite saem os três blocos principais da cidade “Os Garanhões da Madrugada”, “Seu….que Brilha”, e “Pêlo meu Saco.”

O Carnaval de Santo Antônio de Leverger reúne a cada ano milhares de foliões graças aos investimentos em infraestrutura e principalmente segurança.

Outra novidade deste ano será um trio-elétrico, com atrações nacionais, que vai desfilar pelo circuito principal do carnaval entre a Avenida Santo Antônio e a Praça das Bandeiras. Patrulha do samba é uma das atrações.

Em Cuiabá, a cidade sede da Copa do Mundo de 2014, a festa de momo será descentralizada. Em vários bairros da Capital de Mato Grosso terá carnaval de rua com a animação dos blocos carnavalescos e de bandas regionais. O carnaval popular será de 9 a 12 de fevereiro com shows ao vivo e muita diversão nos bairros CPA II, Pedra 90, Tijucal, Porto, Parque Cuiabá, Praça da Mandioca e no Distrito da Guia. As festas ocorrerão a partir das 22h. Serão disponibilizados telões nestes bairros para conferir ao vivo, a escola de samba carioca Estação Primeira de Mangueira, que este ano vai homenagear Cuiabá na Sapucaí. A escola vai desfilar na segunda-feira (11) de carnaval.

Além destas opções, o carnaval em Mato Grosso, que atrai foliões de todo o país e do mundo, acontece em todas as regiões do Estado. O ecofolia pode ser conferido em todas as regiões, entre elas no Pantanal, na Amazônia e nas praias do Araguaia.

Sedtur

 BY TURISMOMT

NOVA ARTE TURISMOMT RGB

Rio terá recorde de navios de turismo no Carnaval 2013

3-rio-de-janeiro

Um esquema especial será montado para receber os turistas
Foto: Riotur / Divulgação

Apesar do mau tempo que insiste em ficar pelo Rio na véspera de carnaval, cerca de 100 mil turistas são esperados apenas nos 20 navios de cruzeiro que devem atracar no porto do Rio entre esta quinta-feira (7) e a quarta-feira (13) de cinzas na cidade. Um recorde.

Para escoar tantos turistas com o mínimo de problemas possíveis, a Secretaria de Transportes do município vai montar um esquema especial de trânsito da Avenida Rodrigues Alves para facilitar a chegada de ônibus e táxis. Parte da avenida será interditada a partir desta sexta-feira (8) para a passagem de carros alegóricos das escolas de samba rumo ao Sambódromo.

A prefeitura promete fiscalização intensa nos táxis durante todo o carnaval para evitar cobranças de tarifas ilegais.

Terra

BY TURISMOMT

NOVA ARTE TURISMOMT RGB

Secretaria de Estado assina convênio para realização do Festival

CURURU E SIRIRI

Acontece no próximo dia 20 de dezembro, às 19h30, no Centro Cultural Casa Cuiabana, o lançamento do 11º Festival de Cururu e Siriri. Na ocasião, será apresentado o calendário e o local do Festival, que será realizado no final de janeiro de 2013.

O Festival é uma idealização da Federação Mato-grossense das Associações e Grupos de Cururu e Siriri e esse ano conta com o suporte da Associação Folclórica de Tangará da Serra, que assinou convênio junto a Secretaria de Estado de Cultura para a realização do evento. O valor repassado pela SEC-MT totaliza R$ 495 mil.

De acordo com a secretária de Estado de Cultura em exercício, Vannêssa Jacarandá o Governo do Estado tem se empenhado para que o Festival continue sendo realizado. “Buscamos dar continuidade a este tradicional Festival, a intenção é fazer com que ele cresça ainda mais. Exemplo disso é que o evento está incluso no Plano Plurianual (PPA) de gestão estadual”, explica a secretaria.

Homenagens “Mestre Luiz Marques” – Durante a cerimônia, do dia 20/12, a diretoria da Federação Mato-grossense das Associações e Grupos de Cururu e Siriri fará a entrega de homenagens intituladas “Mestre Luiz Marques”, aos parceiros e entidades que apóiam de forma fundamental a realização da 11ª edição do evento. “É uma forma de agradecermos a todos aqueles que estão compromissados com esta grande festa e que, consequentemente, atuam de maneira significativa para a manutenção da nossa cultura”, ressalta a presidente da Federação Terezinha Quilombola.

A homenagem leva o nome de um grande mestre do cururu e siriri, Sr. Luiz Marques, que na década de 80 foi incentivador e pioneiro na fundação da maioria dos grupos de cururu e siriri.

O Festival e as homenagens contam ainda com o apoio do Ministério da Cultura, através da Fundação Nacional das Artes – Funarte (Prêmio Pró-Cultura de Apoio a Festivais); o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e de Turismo e a Prefeitura de Cuiabá. (Aline Wendpap/SEC-MT).

Diario de Cuiabá

BY TURISMOMT

NOVA ARTE TURISMOMT RGB

%d blogueiros gostam disto: