Existem 82 cavernas no DF, mas potencial turístico é pouco explorado

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nem só de patrimônio arquitetônico e histórico vive a capital federal. Escondido em áreas de pouco destaque turístico, o conjunto de cavernas do Distrito Federal representa um tesouro natural da região. São cavidades próximas ou distantes da cidade, que guardam belos cenários pouco aproveitados pela comunidade local. Os brasilienses não sabem que têm à disposição opções entre grutas e abismos, e seguem em busca das belezas do estado vizinho, Goiás, sem perceber que, às vezes, não é preciso ir muito longe para se encontrar com a natureza.

Até hoje, 82 cavernas foram catalogadas em terras brasilienses. A maioria dessas estruturas estão localizadas no leste e no norte do DF — regiões com predominância de formação rochosa de calcário ou dolomitos. Apesar do potencial turístico, poucas pessoas têm conhecimento dessa riqueza. Quase sempre quem visita e aproveita esses locais são espeleólogos e escaladores.

O maior complexo de cavernas do DF está na Fercal, na região de Sobradinho. Rica em calcário, a área possui 33 cavidades. Desde 1987, foi adotada como campo-escola por quem se interessa e estuda essas estruturas. No Morro da Pedreira, localizado na divisa com Goiás, está o abismo Fodifica, o maior do DF, com 49 metros de profundidade. O local também é conhecido por Morro dos Urubus, por servir de abrigo para muitas dessas aves.

correiobraziliense

TURISMOMT

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: