Colônias europeias mostram seu charme em Santa Catarina

Casas de pequenos agricultores são abertas à recepção de casais, famílias e estudantes para conhecerem a agricultura ecológica

Nas Encostas da Serra Geral de Santa Catarina, no entorno de Florianópolis, região colonizada por imigrantes italianos e alemães, famílias de agricultores que trabalham de maneira cooperada na produção de alimentos orgânicos abriram suas propriedades para mostrar aos visitantes como viver de forma integrada à natureza. Assim surgiu a Associação de Agroturismo Acolhida na Colônia.

Nas propriedades que participam da Acolhida, os visitantes são recebidos por famílias rurais que ainda vivem de maneira semelhante aos colonos europeus e aprendem com as experiências contemporâneas de agricultura ecológica. Essas experiências tornaram a região referência em turismo rural.

O destino é visitado por escolas, universidades, famílias e casais, sendo a maioria proveniente de Florianópolis e de outras cidades de Santa Catarina. Há demanda também de visitantes das capitais vizinhas, como Curitiba e Porto Alegre, de São Paulo e outros estados mais distantes, que vão em busca de viver a experiência de ser acolhido por uma família que vive no meio rural.

Em geral, as visitas de famílias e casais ocorrem nos fins de semana e feriados e duram de dois a três dias. Os turistas que procuram a região buscam saber como vivem, como trabalham e o que fazem os agricultores ecológicos, além de conhecer os processos de plantio, transformação e consumo dos alimentos orgânicos.

É comum os turistas ficarem amigos das famílias rurais e retornarem com frequência, aproveitando os períodos de determinadas frutas, como os deliciosos morangos e uvas, ou para vivenciar as diferenças climáticas tão marcantes na região.

Visitas de escolas e universidades costumam ocorrer durante a semana e têm duração variável, dependendo do tema da visita. Esta é uma boa estratégia para motivar as visitas nos períodos de baixa temporada. Para começar a conhecer a proposta, a orientação é acessar o site da associação.

Como chegar

A partir de Florianópolis, há acessos aos vários destinos da Acolhida, tanto aos mais próximos, como Rancho Queimado, quanto aos mais distantes, como Urubici. A maioria dos visitantes utiliza o próprio veículo para chegar até as propriedades. Porém, há alternativas como o aluguel de veículos ou a contratação de serviços locais de transporte – vans e micro-ônibus –, que atendem aos grupos.

Hospedagem

As visitas às propriedades que fazem parte da Associação de Agroturismo Acolhida na Colônia devem ser agendadas com antecedência, pois as famílias precisam se preparar para receber os turistas. Em alguns municípios há centros de atendimento ao turista e sinalização personalizada, sendo possível obter informações sobre as propriedades rurais e os serviços disponíveis em cada uma.

Atendendo ao perfil do viajante de turismo rural, a hospedagem é feita nas propriedades rurais, em quartos ou chalés coloniais. Os quartos coloniais são cômodos dentro da própria casa da família que, em geral, eram utilizados pelos filhos que foram trabalhar ou estudar na cidade. A sensação é de estar visitando um parente querido que vive na área rural.

Já os chalés coloniais proporcionam mais privacidade ao visitante e à família que o recebe, pois têm estrutura independente de acomodação e banheiro. Em qualquer um dos casos, as refeições são feitas em conjunto e o visitante pode se integrar às atividades rurais ou aproveitar as atrações naturais disponíveis no entorno da propriedade. Uma prática muito comum entre os turistas é se hospedar em uma propriedade e fazer visitas ou algumas refeições nas propriedades vizinhas.

Pratos são feitos com matéria-prima orgânica produzida na região

Sabores puros e originais à mesa

Além das paisagens exuberantes, outro grande destaque da região é a culinária. Não há grandes restaurantes ou pratos comuns a toda a região. Pelo contrário, o mais interessante é provar as receitas tradicionais criadas e preparadas pelas famílias rurais, com alimentos orgânicos produzidos na propriedade ou na região.

Os cafés ou mesas coloniais são uma experiência gastronômica única, na qual cada ingrediente tem uma história particular e requer toda uma dedicação para chegar à mesa. A diversidade é tão grande que até foi criado um caderno de receitas das famílias rurais, que pode ser acessada no site da Acolhida na Colônia.

Apesar da variedade dos pratos oferecidos pelas famílias, há uma característica comum a todos: o fogão à lenha é o coração da casa. Ele aconchega, reúne, aquece no inverno, assa o pinhão, garante a água quente do chuveiro e do mate, além, é claro, de ser o responsável pelos sabores e aromas que convidam ao prazer gastronômico sem pressa.

A produção associada garante boas compras. Os visitantes podem levar para casa mel, melado, açúcar mascavo, geleias, doces, molhos de tomate, compotas produzidas pelas famílias. O pecado é permitido, afinal, praticamente tudo é orgânico e de excelente qualidade.

http://www.correiodeuberlandia.com.br/

BY TURISMOMT

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: