Governador recebe Manifesto pela reabertura da Salgadeira

O governador Silval Barbosa recebeu hoje (14) pela manhã em seu gabinete o Manifesto pela reabertura da Salgadeira, há mais de dez meses fechada por uma determinação do Ministério público Estadual (MPE) acatada pelo Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso (TJ-MT).

O documento foi elaborado pela Comissão de Trabalho formada pelas prefeituras de Cuiabá e Chapada dos Guimarães, as Câmaras de Vereadores dos dois municípios, comerciantes e entidades ligadas ao setor do turismo, que lutam para encontrar uma solução urgente para o problema.

O presidente da Comissão, vereador Antônio Fernandes (PSDB), destacou a sensibilidade do governador em abrir diálogo, adiantando os próximos passos a serem tomados pelo grupo. “Muito positiva a reunião com o governador, que nos parabenizou por estar chamando a sociedade para esse debate que diz respeito a todos nós. Especificamente o problema não está com o Governo do Estado, mas sim no MP e no Judiciário. O governador mostrou que tem tomado as medidas necessárias, inclusive encaminhando os documentos para buscar resolver o problema”, disse.

Fernandes pontuou que o envolvimento da sociedade tem pressionado as autoridades a rever o posicionamento de fechamento da Salgadeira. Para o vereador, é necessária sim a preocupação com a degradação ambiental, mas o fechamento sem nenhuma discussão posterior para se resolver a questão só está prejudicando cuiabanos, várzea-grandenses, chapadenses e as famílias de comerciantes que estão há mais de 40 anos no local.

“Buscamos agora uma saída emergencial, que pode ser um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para que a Salgadeira volte a ser aberta para a visitação, especialmente agora no período de alta temporada que se aproxima, onde milhares de visitantes vão procurar locais para fugir do calor de 40°C da nossa terra, sem falar na movimentação econômica para Chapada”, observou Fernandes.

Logo após a audiência com Silval, Fernandes, o secretário da Comissão, o prefeito de Chapada, Flávio Daltro, o vice, Elias Santos e o presidente da Câmara de Chapada, Adão Martins (PMN). Protocolaram o Manifesto no MPE e no TJ. Flavio Daltro ainda cobrou um posicionamento do poder público em relação a outros pontos turísticos fechados, como o Portão do Inferno e Cidade de Pedra.

http://www.odocumento.com.br/

By TurismoMT

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: