Turismo religioso requer melhor infraestrutura

Anualmente, milhões de turistas visitam a cidade de Juazeiro. O setor tem se capacitado e melhorado a estrutura

Devotos e turistas de todo o Brasil visitam a cidade pelo menos quatro vezes ao ano, durante romarias

Juazeiro do Norte Falar em turismo na região do Cariri remete ao carro-chefe das romarias que acontecem neste Município. Por ano, a cidade recebe homens e mulheres simples, principalmente, de Estados nordestinos, para reverenciar o fundador da cidade, Padre Cícero Romão Batista. Até hoje, mesmo sem uma estrutura adequada de recepção, há um crescimento na área, que se faz em uma cadeia que envolve vários setores de serviços, incluindo transporte, alimentação, hotelaria e a própria condição de recepção da cidade com infraestrutura turística.

A cada ano, por meio de uma projeção da Secretaria de Desenvolvimento, Turismo e Romarias, Juazeiro recebe em torno de 2 milhões de turistas.

Uma das maiores movimentações do turismo religioso do Brasil acontece neste Município. Ano passado, de acordo com diagnóstico da oferta turística de Juazeiro, vários setores foram levantados, com os resultados favoráveis e os não favoráveis para o turismo. E sugestões também foram apresentadas para esse potencial natural que a cidade apresenta. O trabalho foi feito por meio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará. Uma equipe de 26 alunos e dois professores orientadores, do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Turismo, visitou vários pontos da cidade, com a finalidade de colher dados para implementar a pesquisa.

Entre os pontos favoráveis do estudo está a localização geográfica estratégica de Juazeiro do Norte, estando situado na Região do Cariri, no eixo turístico já consolidado, conhecido como Crajubar, do qual ele faz parte junto com os Municípios de Crato e Barbalha. “Esse fato confere a Juazeiro do Norte certo favoritismo devido ao ilustre Padre Cícero”, diz a pesquisa. Mas todo esse processo tem um preço, que está voltado para a falta de infraestrutura e ausência de um trabalho mais efetivo de informação, nos postos voltados para a recepção aos turistas.

Outro ponto negativo está relacionado à falta de estruturação do aeroporto regional. Mas, mesmo assim, Juazeiro entra no rol nacional das cidades de maior fluxo de turismo romeiro, a exemplo de Aparecida (SP), onde ocorre a prevalência nacional nesse tipo de turismo. O secretário de Desenvolvimento, Turismo e Romaria de Juazeiro, José Carlos dos Santos, reconhece a necessidade de melhoria em vários setores de infraestrutura local. Destaca como prioritários o de hotelaria, restaurantes e estrutura aeroportuária.

O mercado do turismo se abre para uma nova perspectiva na região do Cariri. A capacitação profissional e a formalização dos empreendimentos, como hotéis e restaurantes, já tem sido constatada. Só não há números que indiquem isso na prática, mas as pesquisas avançam para essa realidade, enquanto novos profissionais são formados e a mídia nacional e os investidores, como agentes de turismo nacionais e internacionais, são chamados ao Cariri para conhecer esse potencial. Os empresários do setor estão empolgados, e se aliam à instituições como a universidade e serviços voltados para a capacitação profissional e qualificação dos empreendimentos.

Segundo a mestre em Geografia do Turismo, professora Luciana Lacerda, tem chamado a atenção o interesse dos empresários de firmar parceria com as instituições, que pela primeira vez também despertam para entrar como agentes formadores.

Informalidade

O secretário José Carlos dos Santos afirma que a cidade recebe atualmente o maior número de turistas e visitantes da região, em virtude das romarias, com foco no Padre Cícero. Observa que tem ocorrido a formalização de novos empreendimentos. São micro e pequenas empresas na área de hotéis e restaurantes na cidade, o que, segundo ele, demonstra também uma possível profissionalização e aponta para uma melhoria no processo de qualificação profissional. Mas, salienta que o espaço de informalidade ainda é muito grande, principalmente na área de hospedagem, com os ranchos e pousadas no Município. (E.S.)

Saiba mais

As romarias de Juazeiro do Norte estão entre os principais atrativos do turismo regional. A cidade recebe, a cada ano, cerca de 2 milhões de visitantes vindos de vários Estados.

As principais romarias do ano começam no segundo semestre, abrindo com a Romaria de Nossa Senhora das Dores, Padroeira da cidade, com a grande procissão no dia 15 de setembro. São 15 dias de festa na cidade.

No mês de novembro acontece a Romaria de Finados, de 29 de outubro a 3 de novembro. É a maior do ano, depois da festa de Nossa Senhora das Dores.

Em fevereiro ocorre a Romaria de Candeias, dia 2 de fevereiro, encerrando o calendário das grandes romarias.

http://diariodonordeste.globo.com/

By TurismoMT

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: