Turistas fazem passeio inédito e aprovam teleférico do Alemão

RIO – O teleférico do Complexo do Alemão, na Zona Norte, é mais uma opção de passeio no Rio de Janeiro. Implantado pelo Governo do Estado para facilitar o ir e vir de moradores dessas comunidades carentes, o meio de transporte aéreo, que será inaugurado oficialmente este mês, foi aprovado também como alternativa de turismo.

Um grupo de pessoas fez o circuito de seis estações, pela primeira vez, na última sexta-feira, em uma das 152 gôndolas, e, lá do alto viu, entusiasmado, um novo e surpreendente visual da cidade. A opinião foi unânime: o passeio não fica nada a dever às tradicionais atrações cariocas.

Os turistas pioneiros – Lúcia David e Ilton David, moradores de Bento Ribeiro, Roberto Santos, de Vargem Grande, Mara Martins, artesã moradora no complexo, e o jornalista alemão Jens Glüsing, correspondente da revista Der Spiegel, além da guia turística Ellen Serra – embarcaram na estação do Adeus, seguiram para os morros da Baiana, Alemão, Itararé e Fazendinha, de onde retornaram parando nas mesmas estações e seguindo para a estação de Bonsucesso, onde o sistema, quando operar comercialmente, se integrará com os trens da SuperVia. O percurso tem 3,5 quilômetros e é percorrido num sentido em 15 minutos.

O novo cartão postal da cidade é uma atração para quem está lá embaixo, admirando o eterno vaivém das gôndolas sobre suas cabeças, e para quem está lá em cima, sobrevoando o casario e, apreciando, de um lado, o Engenhão, estádio de futebol do Botafogo, e, mais distante, o Pão de Açúcar, entre outros atrativos, e, do outro, a Igreja da Penha e a Baía de Guanabara. Os visitantes pareciam extasiados com a viagem dentro de uma gôndola envidraçada que permite visão de 360 graus.

– Gente, daqui de cima é diferente de quando a gente está lá embaixo! Dá pra você ver que há umas casinhas bem bonitas – observava uma turista.

Os passageiros tentavam desvendar a novidade: – Olha que lindo! Isto à noite deve ter um visual! – comentou um deles.

Outro perguntou por que as gôndolas ficam distantes uma das outras no trajeto de uma estação à outra, mas quando vão chegando a uma delas encurtam drasticamente a distância. A resposta é técnica: ao chegar à estação um sistema de frenagem diminui a velocidade de cada uma a quase zero para o embarque e desembarque. Depois, ao saírem da estação, o processo se inverte, aumentando gradativamente a velocidade de cada uma e, para percorrer o percurso seguinte até a próxima estação, voltam à distância anterior.

Outra turista chamava a atenção para o bom gosto das pinturas nas colunas por onde correm os cabos de aço e dos mosaicos nas estações, estes feitos por artesãos e artistas da comunidade, orientados por profissionais, desenvolvendo temas de uma maneira ou de outra relacionados à realidade local, como rodas de samba, meninos soltando pipa ou jogando bola e a lua iluminando o casario, nada que lembre a violência de outrora. Um dos turistas antevia o uso dessas estações, sempre com mais de três pavimentos, amplos e ventilados, para shows e eventos culturais, como os que ocorrem no Morro da Urca.

O correspondente alemão assegurou que vai divulgar em seu país, através de sua agência de notícias, a nova atração turística do Rio, considerando-a tão fascinante quanto o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar. A guia turística Ellen Serra fez o passeio inaugural como uma simples turista, mas já decidiu incluí-lo no roteiro do tour que organiza pelas comunidades do Complexo Alemão.

– O teleférico é um ponto diferenciado do favela tour no Rio de Janeiro, porque nenhuma comunidade tem um igual a este, com uma vista linda e esta estrutura magnífica. O teleférico passa a ser um dos principais pontos de atração no roteiro do nosso passeio cultural, que também visita outras atrações do complexo, como a Igreja da Penha, o Cine Carioca, o casarão da viscondessa – afirmou Ellen Serra.

http://www.jb.com.br/

By TurismoMT

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: