Paraty investe no turismo religioso com realização da Festa do Divino

Representando cerca de 40% da ocupação hoteleira da histórica Paraty, o turismo religioso promete aquecer a cidade no próximo mês. Segundo a Secretaria de Turismo do município, os dias da Festa do Divino Espírito Santo, o feriado prolongado de Corpus Christi e o dia de São Pedro prometem superar juntos a marca de 60 mil visitantes.

Entre os dias 03 e 12 de junho, acontece a tradicional Festa do Divino Espírito Santo. O evento, que teve início no século XVII, promete reunir cerca de 30 mil pessoas nesta edição. Durante os dez dias de comemoração, moradores e turistas poderão participar de diversas atrações religiosas e folclóricas, shows com bandas, grupos musicais e de ciranda da região.

Considerada um dos eventos religiosos mais importantes de Paraty, a Festa do Divino chegou ao Brasil pelos seus colonizadores e é sempre realizada 50 dias após a Páscoa – Dia de Pentecostes. A festa, que começa a ser organizada por toda a comunidade com um ano de antecedência tem, como maior atrativo, a fé. Mesmo com o passar dos anos é impressionante ver o espírito de equipe em prol da religião e da vontade de manter viva a tradição e o folclore do evento.

Durante a noite, o ponto alto da festividade. Um adolescente da comunidade é coroado o Imperador do Divino, realizando, em atos cênicos, o ritual de libertação de um preso comum e recebendo reverências do público presente. Acompanhado por seus seguidores, ele é homenageado com apresentação da Dança de Fitas, do Xiba Cateretê, da Dança dos Velhos e dos bonecos folclóricos de Paraty.

Durante todos os dias, em procissão, as bandas Santa Cecília, Folia do Divino e o povo conduzem as bandeiras pelas ruas da cidade. No último dia da Festa, Dia de Pentecostes, acontece na Igreja da Matriz a homenagem final ao Divino Espírito Santo com missa solene, procissão e uma grande queima de fogos.

No dia 29 de junho é comemorada na pequena Igreja de São Pedro, a festa de São pedro na ilha do Araújo. A imagem de São Pedro, padroeiro dos pescadores, é levada em procissão marítima que sai do cais da cidade com destino à ilha do Araújo. Os barcos pesqueiros são ornamentados com arcos de bambu e bandeirinhas. Escunas levam turistas para acompanhar a procissão. Chegando à ilha, após a missa, há danças, músicas típicas e barraquinhas de doces e de comida caiçara.

Para celebrar a data (23/06), as ruas do Centro Histórico são ornamentadas com tapetes feitos de diversos tipos de materiais, como serragem colorida, pigmentos, cal, flores e pó de café formando no chão figuras de Jesus, do cálice da Ceia e da Virgem Maria. Utilizam-se toneladas de materiais para formar os tapetes vistosos e admirados pelos que acompanham a procissão que ocorre após a celebração da Santa Missa, às 17h, na Igreja de N. Sra. do Rosário e São Benedito.

Os eventos, que fazem parte do calendário turístico cultural da cidade, também contam com o apoio do Paraty Convention & Visitors Bureau.

http://www.mercadoeeventos.com.br/ 

By TurismoMT

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: